Taxa de ocupação hoteleira no país teve queda de 6,3% em 2016

[Por  Mercado e Eventos, 31/01/2017]
A crise econômica afetou a hotelaria em 2016. De acordo com o Fohb – Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil  a tendência de retração do mercado foi confirmada na mais recente pesquisa InFOHB. Dos 235 hotéis de redes associadas, responsáveis por 36.446 unidades habitacionais (UHs), revelaram que.entre os meses de janeiro e dezembro de 2016, houve queda em comparação com o ano de 2015. Mostram que a Taxa de Ocupação caiu em (-6,3%), assim como o RevPar, que apresentou queda de (-3,7%). Somente a Diária Média teve resultado positivo, fechando em alta de (2,7%).
 

 
“Apurar informações confiáveis sobre o desempenho do mercado é um trabalho importante realizado para os associados”, afirma Orlando de Souza, diretor Executivo do FOHB. “A partir dos números, é possível afirmar que o setor hoteleiro encolheu em 2016, uma vez que a Taxa de Ocupação não alcançou as expectativas e o retorno financeiro também foi menor do que o esperado em todo país”.
A taxa de ocupação registrou variações negativas nas cinco regiões analisadas, sendo mais expressiva no Sudeste (-7,7%). A diária média apresentou resultados positivos em três das regiões, Sudeste (4,3%), Sul (1,6%) e Nordeste (0,8%). As demais apresentaram queda de cerca de (-2%). O RevPar também apresentou queda no desempenho em todas regiões, variando entre (-1,1%) no Sul e (-8,4%) no Centro Oeste.
No que se refere ao desempenho por categoria hoteleira, o segmento midscale demonstra oscilação negativa para os três índices. Já a categoria econômica apresentou aumento na diária média (2,2%), seguido de queda na taxa de ocupação (-7,1%) e RevPAR (-5%). A categoria upscale demonstra alta em dois indicadores: diária média (11%) e REvPAR (9,7%), já a taxa de ocupação teve leve queda de (-1,2%).