Entidades de turismo de SC são contrárias ao corte de recursos do Sistema Sebrae

[Por Economia SC, 21/02/2017]
A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Santa Catarina (ABRASEL-SC), a Associação Brasileira da Indústria de Hoteis de Santa Catarina (ABIH-SC), a Federação de Hoteis, Restaurantes, Bares e Similares de Santa Catarina – FHORESC e a Associação Brasileira de Empresas de Eventos de Santa Catarina – ABEOC-SC, enviaram uma carta ao Presidente da República, Michel Temer, em que se posicionam contrárias à Medida Provisória que prevê a destinação de parte do orçamento do Sistema Sebrae para a criação de uma Agência de Promoção Internacional do Turismo.
De acordo com o documento assinado pelos presidentes das entidades, a medida representa impacto negativo direto no apoio aos pequenos empresários do turismo de Santa Catarina.
No documento, as entidades reiteram que o Sistema Sebrae vem investindo há mais de 30 anos no fomento e na capacitação dos pequenos negócios na área do turismo. Em 2017 estão previstos em todo Brasil 149 projetos com investimento direto de 78 milhões de reais nas empresas do setor.
Em Santa Catarina, a entidade vem fortalecendo cada vez mais sua atuação no setor, por meio de parcerias público-privadas, e prevê para os próximos anos a execução de 08 projetos de turismo e gastronomia, que juntos somam um investimento de R$ 5 milhões, atendendo a mil micro e pequenas empresas por todo o estado.
“A referida Medida Provisória inviabiliza parcerias e projetos exitosos hoje em curso. Embora sejamos favoráveis à promoção internacional do turismo brasileiro, a subtração de recursos do Sebrae destinados ao desenvolvimento dos pequenos negócios, responsáveis por 99% das empresas e 54% dos empregos formais no Brasil, trará prejuízos irreparáveis à economia”, diz um trecho da carta enviada ao presidente da República.