30 dias de greve: Gean recebe o apoio de entidades empresariais

[Por  Diário Catarinense, 15/02/2017]
A um dia de a greve dos servidores municipais completar um mês, entidades empresarias da Capital saíram em defesa do prefeito Gean Loureiro (PMDB) em um manifesto publicado nos principais jornais da cidade. O texto é assinado por 34 entidades, que alegam representar 80% da geração de riqueza da cidade e 60% dos empregos formais. Sob o título “Um futuro melhor para Florianópolis”, o documento faz um alerta para o risco de empobrecimento municipal e defende uma gestão municipal eficiente.
— Nosso objetivo é prestar apoio às medidas que foram tomadas pela atual gestão. Ainda que sejam antipáticas ou gerem desconforto, são necessárias. Ele está fazendo o que precisa ser feito. Além disso, temos a preocupação com o desenvolvimento econômico da cidade — diz Fernando Amorim Wilrich, coordenador do Fórum do Setor Imobiliário de Florianópolis.
De acordo com ele, o texto começou a ser discutido na semana passada. Ainda ontem à noite, o grupo de organizadores corria para fechar a redação final do manifesto e incorporar novas entidades signatárias.
A manutenção do Plano Diretor, aprovado pela Lei Complementar n0 482, é citado no texto como um ponto de convergência das entidades. De acordo com Wilrich, há a preocupação de que a prefeitura não consiga cumprir o prazo estipulado judicialmente, em 31 de março, para encaminhar a discussão final do texto.
— O Plano Diretor mexe não só com as empresas e profissionais que atuam diretamente na construção civil e no planejamento urbano da cidade, mas com todo o desenvolvimento econômico. Por isso, além do grupo ligado ao Fórum de Gestão Imobiliária, tivemos adesão das associações ligadas ao turismo e às federações, como Fiesc e Fecomércio — afirmou.
O grupo defende prazo de 180 dias para que a nova gestão municipal possa aprimorar as discussões sobre o Plano Diretor antes de colocá-lo em prática.
Leia a nota completa abaixo:
Um futuro melhor para Florianópolis
Florianópolis está empobrecendo. A cidade não produz riquezas para melhorar a renda das famílias. Não cria os 10 mil empregos anuais exigidos pela população. Como conseqüência, alastra-se o desemprego, a desagregação das famílias, a miséria e a marginalização.
Acreditamos que o desenvolvimento econômico é o caminho para as melhores sociais e que, bem administrado, como se espera, é o melhor aliado na preservação e valorização do nosso rico patrimônio ambiental e cultural.
Entendemos que o plano diretora da cidade, além de ser instrumento fundamental para organizar a ocupação espacial do território, deve ser a mais importante ferramenta estratégica para orientar as forças econômicas.
Defendemos uma gestão municipal eficiente como condição para reorientar os rumos da cidade para um cenário de crescimento sustentável e melhorias sociais. Para isso, muitas vezes se faz necessário a adoção de medidas econômicas com caráter impactante, que visam alcançar resultados imediatos a fim de vencer desafios impostos à cidade.
Apoiamos a manutenção do plano diretor aprovado pela Câmara dos Vereadores em 17 de janeiro de 2014, através da Lei Complementar no 482, e a fixação de prazo de até 180 dias para que a nova gestão possa aprimorá-lo, por meio das contribuições enviadas pela sociedade e com o apoio técnico de entidades representativas de urbanistas, arquitetos e engenheiros.
Não podemos permitir que Florianópolis tenha o mesmo destino de grande parte das capitais brasileiras. As força produtivas da cidade, aqui representadas pelas entidades signatárias, respondem por aproximadamente 80% da geração de riqueza da cidade e por 60% dos empregos formais. Juntos, neste momento, buscamos soluções que garantem a qualidade de vida de todos que aqui vivem.
Florianópolis, 15 de fevereiro de 2017.
Fiesc, Fecomércio/SC, Sebrae/SC, Acate, ABAV/SC, AsBEA / SC, ACE, ABEOC/SC, ABIH/SC, ABRASEL/SC, ACATMAR, ACIF, ANPE, COMDES, CREA/SC, CRESCI/SC, FCC & VB, FHORESC, SINDUSCON, SENGE/SC, Sharbs, SECOVI/SC, SINDIMÓVEIS/ SC, SINDETUR/SC, SINDEPARK/SC, SESCON/SC, CDL, IAB / SC, IBAPE/SC, FLORIPAMANHÃ, FLORIPA CONVENTION & VISITORS BUREAU, FORTUR, FORUM DO SETOR IMOBILIÁRIO DA GRANDE FLORIANÓPOLIS.