Prêmio Caio revela 55 agências finalistas em Sustentabilidade, Eventos e Serviços

[Por Revista Eventos, 05/11/2016]
Este ano foram premiados projetos desenvolvidos para 10 associações e 73 empresas, dentre as mais importantes do país: A C. Camargo, Accor, Agopa, Alelo, Ambev, Amstel, Apsen, Atacadão, Atlas, Banco Toyota, BGS, Biolab, Bosch, Bradesco, Campus Party, Carrefour, Castrol, Cetip, Claro, CNSEG, Contax, CPFL, Danone, Dentsu, Embelleze, FenaSaúde, Ferrero, GE, Globo, Globosat, GM, Honda, HP, HSM, IT Mídia, Kalunga, Libbs, Mercedes-Benz, Merck, Mondelez, Natura, Neo Química, Netflix, Nike, Nissan, Nutrimental, O Boticário, Okajima, Oxiteno, Panasonic, Porsche, Porto Seguro, RaiaDrogasil, Rio Solidário, Riot Games, Riotur, SAP, Sirha, SNEL, Tapaus, Tetra Pak, 3F, Tokio Marine, Turner, Twitter, Ubisoft, UFC, UNOi, Venco, Volvo, Warner Bros, Webmotors e Whirlpool.
A cerimônia de premiação será na Noite do Jacaré, marcada para o dia 13 de dezembro, no Expo Center Norte, em São Paulo, que premiará 55 agências, organizadoras, promotoras e fornecedores de eventos: Arandas Marketing Boutique, 3HREE, Ability, AccorHotels, Agência N+, Aloha Studios, Alternativa F Eventos, Atmosfera Eventos, Avantgarde Brasil, Bethe B Comunicação, Biblioteca de Ideias Eventos Empresariais, Blumar Turismo, Brasil Game Show, Bueno Arquitetura Cenográfica, Cake, Comunicato, Contax, D.Mattos Live Marketing, Duo Turismo, Enzimas em Ação, F/Malta, Fabrica de Ideias, Flytour Eventos, Fuego Incentivos, Gauche Eventos, GL events Brasil, Hotma Arquitetura de Eventos, HotmaCon, Kawan Eventos, KeS, Kissus, Ledcom, Lets Produções, Levitatur, Mark Up, MC2 Eventos, MCI Brasil, NA Equipamentos, Onze Marketing e Comunicação, People, Pertra Viagens Estratégicas, Planeventos, Publikimagem, Queensberry Viagens, Recife CVB, Red Star, Renase, Sky Company Tecnologia, SPC&VB, SRCom, TV Globo, UP Line, Vintage.Ag, Win Eventos e Zum Brazil.
Nesta edição, o Prêmio Caio teve 568 cases inscritos, tendo sofrido um pequeno decréscimo em comparação com o ano passado (-3,89%), mas, segundo o diretor da premiação, Sergio Junqueira Arantes, “demonstrando que, mesmo num ano difícil para a economia do país, o mercado de eventos mostrou sua relevância. Conseguimos manter a boa performance dos últimos anos, que iniciou uma série crescente no início da década: 2011 (200 cases), 2012 (308), 2013 (405), 2014 (489) e 2015 (591)”.
“Além das questões econômicas, o Conselho Diretor do Prêmio Caio implantou uma série de alterações no regulamento da premiação, que resultaram numa diminuição de trabalhos inscritos e aumentaram a competitividade”, explica Junqueira. “Levando em consideração o cenário econômico e político e as regras de aprimoramento do Regulamento de 2016, 568 trabalhos inscritos é um excelente resultado”, salienta.
BALANÇO
No total, 55 empresas classificaram trabalhos para receberem os Jacarés de Ouro, Prata e Bronze em 2016. Destas, 35% estão participando pela primeira vez do Prêmio Caio. “Este dado é um dos mais importantes do Prêmio Caio 2016, pois ao mesmo tempo que demonstra a fidelidade das empresas concorrentes, mostra que estamos atingindo um dos objetivos principais da premiação, que é identificar e reconhecer as melhores empresas de eventos do país. Um índice maior que 1/3 de novas empresas finalistas mostra que estamos no caminho certo”, explica o diretor da premiação. Outro dado que se destaca em 2016 é a quantidade de empresas finalistas de fora da capital paulista: 42%.
Os finalistas de cada uma das categorias da 17ª Edição do Prêmio Caio estão apresentados em ordem alfabética. Confira aqui.