MTur libera R$ 54 milhões para reforma de Interlagos

[Por Jornal de Turismo, 14/11/2016]
O Ministério do Turismo liberou  R$ 54 milhões para a reforma do Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O dinheiro é provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento do Turismo (PAC Turismo). Os repasses garantem a continuidade da adequação do local a exigências da categoria, além de permitir que ele mantenha a etapa brasileira da modalidade até 2020. O contrato, firmado em 2013 com a prefeitura, soma um total de R$ 160 milhões, que com a liberação desta semana atinge R$ 81,8 milhões executados.
Obras
A primeira etapa dos trabalhos, realizada ainda no segundo semestre de 2014, incluiu obras como o recapeamento da pista, o alargamento da entrada dos boxes e a criação de uma área de escape na curva “S do Senna”. No ano passado, foi entregue o novo paddock, área situada atrás dos boxes, que passou de oito metros para dez metros de largura, e a nova área de convivência das equipes.
Recentemente, houve a conclusão do edifício de apoio e do centro operacional do autódromo, onde funcionará todo o controle da corrida e no qual se encontra o “box zero”, a área da balança para carros. Em 2013, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) elegeu o GP Brasil como o mais bem organizado da temporada, com base em avaliações de equipes que disputam o mundial de F1.
Segundo a SPTuris, a Empresa de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo, a Fórmula 1 movimenta cerca de R$ 260 milhões na economia local, com gastos em hospedagem, alimentação, compras e lazer, entre outros.
Atrações
O ministro do Turismo, Marx Beltrão, enfatiza que a reforma de Interlagos ajuda a consolidar a vocação da capital para o turismo de eventos. “Atrações como a F1 são essenciais para o nosso objetivo de desenvolver o turismo no Brasil. Mostramos ao mundo que podemos proporcionar uma ótima experiência a visitantes, como provam a Copa do Mundo e a Olimpíada, e é importante mantermos essa imagem para atrairmos cada vez mais eventos internacionais”, observa.