Foco em quem?

[Por Viagens & Mice, 13/09/2016]
Quando pensamos em criatividade e inovação em MICE (meetings, incentives, congresses and exibitions), precisamos conectar direto com as novas tendências que vem chegando nesta indústria.
Foco no P de Participante e não no dono do evento, é o que faz a diferença.
Claro que sempre foi importante todos gostarem do evento, mas alguns eventos eram construídos para atender ao CEO da empresa ou ao solicitante do mesmo. Com a inquietude que a internet, as mídias sociais e os apps trouxeram, satisfazer este P é cada vez um desafio maior e por este motivo aparecem cada vez mais produtos direcionados, como conteúdos pautados em palestras mais curtas e mais dinâmicas, eventos abertos, mais fáceis, público diversificado e itinerante.
E eventos de clientes corporativos? Como satisfazer este P interno? Com criatividade, pois além de um dia dinâmico e produtivo dentro de sala, o P quer ter novas experiências em suas viagens e eventos.
Como fazer diferente?
Pensando diferente, agindo diferente – para provocar experiência!
• Flexibilidade com locais indoor e outdoor para construção de eventos de Experiência, desde um café da manhã com Chefs renomados, redesenhando a culinária até pic nics indoor com alimentos mais light e saudáveis.
• Mobiliário que permite novos desenhos de lay out, inclusive com almofadas, sofás e vários tipos e formatos de mesas, compondo um ambiente diferenciado e mais leve, o que é parte da tendência.
• Tecnologia, holografias e projeções inovadoras.
• Novos conceitos são permitidos, juntando públicos diferentes, com cenografias mais simples e potencialmente mais baratas.
• Assuntos diversificados, modelos de cocriação com facilitadores também são bemvindos, dando muito mais valor ao contexto do educacional
E os Brasileiros já tem esta visão voltada para as tendências e necessidades de MICE?
Claro que sim! Quem viu a simplicidade e beleza das aberturas da Olimpíada e Paralimpiada tem esta certeza.