Aeroportos atingem recorde de pontualidade na Rio 2016

[Por  Panrotas, 10/08/2016]
Na primeira semana de movimentação olímpica, a aviação do Brasil teve o melhor índice de pontualidade já registrado em uma operação especial no País. A marca atingiu 95,6% entre 31 de julho e 6 de agosto, período considerado um dos picos de demanda.
Os nove aeroportos que concentraram o maior volume de chegadas e saídas para a Rio 2016 já transportaram cerca de 2,87 milhões de passageiros. Desse total, 595 mil só nos dois aeroportos do Rio de Janeiro. Já o aeroporto de Guarulhos movimentou mais de 715 mil passageiros na primeira semana dos Jogos.
O grau dos atrasos está em 4,4% e esse número é bem abaixo do que era esperado pelo setor da aviação durante a Rio 2016, de acordo com órgãos governamentais. A meta da Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero) é manter abaixo de 15% os atrasos de até 30 minutos.
O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, afirmou que nunca se viu números tão baixos. “Em cinco anos de realização de eventos alta demanda, nunca se viu índices tão baixos como este, que requer um tipo de operação tão complexo. Chegamos a registrar 0% em alguns aeroportos, o que aproxima operação da perfeição técnica.”
Um dos principais indicativos do reconhecimento da qualidade do serviço oferecido é a opinião do passageiro. Em uma escala de um a cinco, nesse período dos Jogos Olímpicos, a média de satisfação chega a 4,19.
No aeroporto do Galeão, que tem sido o local de referência para a chegada dos atletas e turistas, a nota é 4,16. No último trimestre, era de 3,91 e de 3,79 na Copa do Mundo. O que significa uma melhora de quase 10%.
Já o aeroporto de Guarulhos está com média de 4,61 e está no topo do ranking de satisfação no período da Rio 2016. O Santos Dumont, no centro do Rio, está com uma nota de 4,24.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *