Em cifras: saiba quanto Turismo deve gerar na Rio 2016

[Por  Panrotas, 27/07/2016]
Em meio ao desânimo do brasileiro com o Jogos Olímpicos por conta do cenário político, segurança e pelas más condições que as delegações encontram na chegada, o Banco Central fez uma estimativa de quanto a Rio 2016 deve impactar financeiramente em termos de Turismo. Serão US$ 200 milhões gerados entre julho e setembro.
A projeção de receita adicional leva em conta o que ocorreu e foi registrado nos últimos três jogos, de acordo com o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel. “Essa é a receita apenas com gastos de estrangeiros com viagem”, observou. “Existem outros ganhos decorrentes dos Jogos Olímpicos, como os de exposição do País, de Turismo, além de outros efeitos de mais longo prazo.”
Sem detalhar números, Maciel relatou que o desempenho da Grécia foi bom e que Londres teve resultado um pouco melhor. “Já na China, as receitas foram bem menos significativas”, comparou.
Maciel lembrou que o Rio de Janeiro já é uma cidade turística e que recebe grande número de estrangeiros mensalmente. “Nossa estimativa são gastos de estrangeiros no País, considerando todos eles, inclusive as delegações. A cidade do Rio já tem um fluxo permanente de receitas de turistas independentemente da Olimpíada.”
EMPREGOS
Segundo estimativa da Confederação Nacional de Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro devem gerar pouco mais de quatro mil postos de trabalho temporários em empresas de Turismo no Estado. Garçons, motoristas e cozinheiros são os profissionais mais demandados.