Turismo de Negócios impulsiona economia de PG

[Por  Diário dos Campos, 07/11/2015]

Quando falamos em turismo logo pensamos em apenas um tipo de público: pessoas que viajam em férias para conhecer lugares com forte potencial turístico. Porém, hoje a palavra turismo abrange diversos tipos de segmentos, a exemplo do ‘turismo de Negócios e Eventos’. Este perfil vem ganhando cada vez mais força em todo o Estado, inclusive, em Ponta Grossa e região devido a ofertas de eventos que têm sido atrativos para a grande demanda deste público.
Segundo dados divulgados pelo Paraná Turismo, o perfil do turismo de Negócios e Eventos é responsável pela atração de 43% dos 13,5 milhões de visitantes que o Paraná recebe anualmente. De acordo com empresário e presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares dos Campos Gerais, Leodgar Correia, 70% da ocupação dos hotéis é voltada ao turismo de negócios e eventos. O restante são turistas de eventos (20%) e lazer (10%). “Esses são picos verificados nos dias de semana. Porém, este ano foi muito bom para todos os hotéis que receberam grandes públicos, justamente pelos principais eventos que foram realizados, a exemplo da Agroleite”, explica.
Perfil
Para a gestora de Turismo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) – Ponta Grossa, Nádia Terumi Joboji, este tipo de público é bem exigente e as pessoas viajam com propósitos bem definidos.
“O diagnóstico deste potencial turístico voltado para eventos de negócios em Ponta Grossa e região ganhou mais força há dois anos. Toda a nossa região está inserida em um grande mercado de eventos. Fizemos uma pesquisa em grandes cooperativas da região, nas instituições regionais como conselhos e universidades e verificamos que eles fazem eventos todos os dias, além também da consolidação da bacia leiteira e do polo cervejeiro que ganha cada vez mais força”, explica.
Estratégia
De acordo com ela, uma das estratégias utilizadas para alavancar ainda mais este segmento foi a criação do projeto MICE (Meetings, Incentives, Conferences and Exhibitions), desenvolvido pelo Sebrae e Governo do Estado, que tem como objetivo consolidar o Paraná como destino competitivo no segmento de negócios e eventos.
“Fizemos diagnósticos e planejamentos formando a Rede Gastronômica dos Campos Gerais, a Rede de Hotéis e a Governança MICE que conta com parceiros e entidades de Ponta Grossa, justamente para definir uma sinergia entre as pessoas. As redes têm um trabalho monitorado por consultores que promovem rodadas de negócios e realizam visitas em várias empresas do setor, promovendo uma visão de capacitação e estratégia de visão integrada, tornando assim a região ainda mais competitiva”, complementa a gestora.