Presidente da Embratur discute alternativas para o turismo no Estado de SC

[Por Notícias do Dia Online, 21/11/2015]
“O turismo vive de tradição, mas também de novidades”. Santa Catarina é um dos destinos mais procurados no Brasil por conta das belezas naturais e do patrimônio histórico, mas é preciso criar novas ofertas turísticas para manter a competitividade de mercado. A avaliação é do presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, que esteve na sede da SOL (Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte), em Florianópolis, ontem, para um encontro com representantes dos Conventions& Visitors Bureaux catarinenses.
Durante a reunião, Lummertz enfatizou a necessidade de Santa Catarina apostar mais na publicidade dos destinos turísticos e se colocou à disposição para auxiliar as entidades públicas e privadas do setor a elaborar um plano de ação. “Temos que ampliar o escopo do turismo, que já beneficia 53 atividades diferentes da economia, e envolver parceiros, inclusive os da iniciativa privada. Todos se beneficiam com o turismo, então, todos podem ajudar mais”, afirmou.
A expectativa da SOL é de que até 8 milhões de turistas passem pelo Estado nesta temporada de verão, mas há interesse em fomentar o turismo, também, em outras épocas do ano. “É fundamental para o Estado fortalecer a parceria com o trade turístico e, ao mesmo tempo, com as instituições oficiais. Ter um catarinense na Embratur é algo que nos fortalece, porque ajuda-os a entender nossas demandas e alinhar nossas perspectivas”, disse a secretária adjunta, Simone Machado.
Para que o turismo de viagens deixe de ser sazonal e para que haja um crescimento do turismo de eventos, o presidente da Embratur acredita que é preciso mudar algumas estratégias. “O mercado se sofisticou. Temos uma boa posição, mas não podemos nos acomodar. Santa Catarina precisa ser mais agressiva no seu posicionamento mercadológico, além de apresentar novidades em termos de pacotes, porque o mercado vive disso”, encerrou Lummertz.