Palestras no Salão Mice ABEOC chamam a atenção do público

As palestras realizadas no Salão Mice ABEOC, do Festival de Turismo de Gramado, nos dias 6 e 7 de novembro, chamaram a atenção do público que circulava pela Feira de Negócios, pela importância dos temas apresentados: “Programas de Integridade Corporativa – Compliance”, pelo advogado Ney Arruda Filho”; o da “Proteção às Marcas”, abordado por Morgana Andrade, do Departamento de Proteção às Marcas do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 (Comitê Rio 2016); “Avaliando o valor e os resultados do seu evento, porquê e como medir o ROI (Return on Investments)”, pelo professor Osiris Marques, da Universidade Federal Fluminense e, ainda, “Eventos: nichos, tendências e inovações”, abordado pela presidente da ABEOC Brasil, Ana Cláudia Bitencourt.

Salão Mice ABEOC, do Festival de Turismo de Gramado
Presidente da ABEOC Brasil, Ana Cláudia Bitencourt

Marcas
“É preciso que as pessoas e empresas que querem divulgar produtos e serviços  entendam que o direito às marcas é dos patrocinadores. Só assim os eventos continuarão recebendo investimentos”, afirmou Morgana Andrade. Utilizar as marcas dos jogos só poderá ocorrer em casos específicos e em acordo com o Comitê e seus parceiros oficiais. Proteger a propriedade das marcas é um desafio para o Comitê. Por isso, está empenhado em divulgar por todo o País o que é permitido ou não relativo ao uso das marcas protegidas.
Valor e Resultado
Avaliar o sucesso de um evento é mais complexo do que se imagina, principalmente no que se refere aos resultados intangíveis. O professor Osiris, porém, explica como a metodologia ROI pode auxiliar nesse sentido. É a partir desta medida de rentabilidade que será possível saber qual o retorno obtido diante do que foi investido em determinado evento. Para ele, um evento de sucesso precisa criar valor para os participantes, organizadores, patrocinadores e demais stakeholders. Influencia uma mudança de comportamentos em relação à empresa, atitudes, aumento de vendas, entre outros, refletindo no aumento da rentabilidade.
Salão Mice ABEOC, do Festival de Turismo de Gramado
Tendências
Criativos, com formatos diferenciados e sustentáveis são as tendências dos eventos no Brasil. O setor eventos movimenta hoje mais de R$ 209 bilhões ao ano, mas para driblar os impactos da crise, as empresas devem ser inovadoras e estar atentas às oportunidades do cenário econômico.
Em sua palestra, a presidente da ABEOC Brasil disse que “as Olímpiadas de 2016 será uma grande oportunidade para os eventos, que possuem um valor agregado alto. Nós, da ABEOC Brasil, aproveitaremos para realizar um evento junto aos jornalistas internacionais e divulgar os atrativos turísticos e potencialidades dos nossos estados”, destacou.
Conforme pesquisa encomendada pela ABEOC Brasil e o SEBRAE nacional, em 2013 foram realizados 590 mil eventos, nos quais foram recolhidos um total de R$ 48 bilhões de impostos. A indústria de eventos possui 4,32% do PIB do Brasil. “Não somos figurantes, somos protagonistas”, finalizou Ana Cláudia.

[Publicada por Blog de Turismo, 11/11/2015, Portal Meu Guru, 14/11/2015]