Campo Grande é primeira cidade do país a sediar evento internacional de Papagaios

[Por  Correio do Estado, 19/11/2015]
O 9° Simpósio Internacional de Psitacídeos, com o tema Brasil: Terra dos Papagaios, começa nesta sexta-feira e segue até domingo (22), no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Inédito no país, o evento reúne profissionais e pesquisadores do mundo inteiro para discutir ações de conservação, genética, saúde, reintrodução de espécies da natureza e tráfico desses animais.
A realização é da organização sem fins lucrativos Parrots Internacional em conjunto com o Instituto Arara Azul. “Sediar este evento em Mato Grosso do Sul é sinônimo de reconhecimento e valorização da biodiversidade do nosso Pantanal”, declara a presidente do Instituto Arara Azul e professora do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Uniderp, Neiva Guedes.
A bióloga compartilha que serão apresentados diversos estudos e pesquisas sobre a família das araras, periquitos e papagaios na natureza. “Com 82 espécies catalogadas, o Brasil possui o maior número de espécies de psitacídeos do planeta e essa riqueza garante ao país o título de terra dos papagaios”, complementa Mark Stafford, Presidente da Parrots International.
Neiva integra o time de 21 palestrantes do evento e vai expor os resultados do trabalho desenvolvido há 26 anos pelo Projeto Arara Azul, que realiza o manejo e promove a conservação da espécie em seu ambiente natural. A Uniderp é parceira das pesquisas desde 1994.
Outro trabalho regional apresentado é de autoria da doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Uniderp Larissa Tinoco Barbosa. Pesquisadora do Instituto Arara Azul, a bióloga discorrerá sobre o sucesso reprodutivo das araras-canindé na área urbana de Campo Grande.
Entre os conferencistas estão, ainda, representantes da Alemanha, Estados Unidos, Porto Rico, Espanha, Catar, Bolívia, Filipinas e Reino Unido. Também desembarcam em Campo Grande participantes de outros países, como Dinamarca, Italia, Canadá, Inglaterra, Costa Rica e Holanda.
O ponto alto da conferência será a apresentação do pesquisador Norte-americano Thomas White, que trabalha com a recuperação e reintrodução do Papagaio de Porto Rico, que teve a população extremamente reduzida na década de 60.
O formulário de inscrição e a programação completa do evento podem ser conferidos no site www.pisymposium.org . Mais informações pelo telefone (67) 3222-1205.