Corporativo: 48% dos gestores reduziram viagens na AL

[Por Panrotas,22/09/2015]
Pesquisa com gestores de Viagens da América Latina mostrou que 48% deles reduziram o número de viagens corporativas neste ano. Feita pela CWT Solutions, braço de consultoria e estudos da Carlson Wagonlit Travel, a pesquisa ouviu 54 gestores no mês passado. O estudo foi apresentado hoje aos clientes e parceiros da CWT no Experience, evento anual promovido pela TMC na capital paulista, que serviu também para a apresentação do novo presidente da CWT no Brasil, Affonso Parga Nina.
Entre os gestores que indicaram redução no número de viagens corporativas, 73% afirmaram que essa queda foi superior a 10%. Entre os 52% que disseram não terem reduzido as viagens, 25% esperam ter alguma diminuição em 2016. Sobre as políticas de viagens, 87% dos entrevistados garantiram ter feito revisões nos últimos dois anos e 96% das políticas salientam a importância da compra antecipada.
Em relação a companhias aéreas, 69% dos gestores disseram gerenciar até US$ 5 milhões de despesas aéreas anualmente. Dos entrevistados, 74% negociam até oito contratos com empresas aéreas e 61% negociam apenas acordos locais. Quanto aos hotéis, 85% dos gestores têm programa preferencial de hotel e 69% dos profissionais negociam até US$ 2 milhões em gastos com hotéis anualmente.
A maioria dos gestores entrevistados é do Brasil (61%) e 20% deles disseram se reportar para o departamento de Compras, enquanto 18,5% respondem ao departamento financeiro. Experientes, 54% dos gestores têm seis anos ou mais de experiência e 79% deles recebem suporte das TMCs com as negociações aéreas e 59% também com as negociações com hotéis. A pesquisa foi apresentada pela consultora da CWT, Carolina Passarelli, que em outubro deve divulgar todos os resultados encontrados nas entrevistas.