28º Fórum dos Empresários de Turismo discute impasses econômicos

[Por Mercado e Eventos 06/10/2015]
Na noite de hoje aconteceu o 28º Fórum dos Empresários de Turismo promovido pela Sindetur-SP. Para o presidente da associação,Ilya Hirsch, o evento foi pensado para informar e orientar os associados. “Estamos mostrando hoje o Brasil em seus âmbitos políticos, econômicos e pela frente de mercado”, afirmou. “Queremos munir os agentes de viagem, para que eles contornem a crise e vejam ela como uma oportunidade para conquistar clientes.”, complementou.
De acordo com o jornalista Ricardo Amorim, o cenário econômico advém de uma má gestão política. ” O lucro das empresas vem 75% dos países em desenvolvimento, porém o Brasil é o único do grupo que esta decrescendo.” afirmou. Ricardo sugeriu o pagamento das contas externas, o controle da inflação e os ajustes fiscais como formas encontradas para superação.
O jornalista também contestou a ansiedade do mercado.” Não devemos pensar na queda do desenvolvimento econômico nos próximos 12 meses, e sim o que o Brasil oferecerá nos próximos 12 anos, pois já sabemos a potência que o país teve anteriormente.”, contou. Entre as dicas de oportunidades durante a crise, por Ricardo, estão a consolidação da marca e a criação de novas estratégias de mercado.
O​ professor da Universidade de São Paulo, Gaudêncio Torquato, explicou que a instabilidade econômica atual veio através da escassez dos recursos utilizados pelo governo . “Está ocorrendo o esgotamento de um ciclo, que é notório quando observamos a alta da inflação e a diminuição do poder de compra da classe C.”, contou. Crítico, Gaudêncio afirmou que é preciso existir controle e transparência política para uma efetiva melhora nos próximos anos.