Viagens de negócios são tema de livro

[Por Blog Pires e Associados, 21/09/2015]
As viagens corporativas representam 74,5% do faturamento total do turismo nacional. As receitas do setor cresceram 9,2% em 2014, totalizando R$ 40,17 bilhões, em comparação com os R$ 36,78 bilhões de 2013, segundo dados do IEVC (Indicadores Econômicos das Viagens Corporativas). Estes dados por si já evidenciam a importância do lançamento de literatura específica sobre este segmento no Brasil. O livro da Editora Senac São Paulo, Viagens de negócios: que negócio é esse? está sendo lançado este mês e pretende colaborar com a disseminação de conhecimento relacionado com as etapas e ferramentas que norteiam a indústria de viagens e eventos corporativos.
Os autores, Viviânne Martins e Eduardo Murad Jr., abordam os principais aspectos, processos e tendências que envolvem o planejamento, execução e gestão de viagens de negócios. O livro é voltado tanto para viajantes, executivos e curiosos quanto para estudantes, turismólogos e profissionais de toda a cadeia produtiva que querem se atualizar.
De acordo com estudo coordenado pela Alagev (Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas) e pelo Senac São Paulo, as viagens corporativas foram responsáveis pela geração de 752 mil empregos diretos e indiretos, representando 24,02% do total de postos de trabalho do setor de viagens e turismo no Brasil em 2014.
Sinopse – Redação da Editora:
Planejar uma viagem a trabalho não é o mesmo que organizar uma viagem de férias. Viagens corporativas envolvem muitos profissionais, agente de viagem, viajante, gestor, etc., e devem ser administradas de acordo com um planejamento organizacional e financeiro para que esses deslocamentos contribuam para o desenvolvimento da empresa. Para isso, é necessário que os responsáveis por sua gestão estejam sempre atentos às tendências e novidades do mercado de viagens e eventos corporativos, bem como às mudanças do perfil do viajante, a fim de aliar a política de viagem e as necessidades e os interesses da empresa ao conforto, à segurança e aos desejos do profissional que viaja a trabalho. Eventos corporativos também fazem parte desse setor quando tratados como instrumento de promoção e comunicação. Por serem uma poderosa forma de atrair novos negócios à empresa, devem ser igualmente gerenciados por profissionais especializados e que tenham consciência de que esses eventos são oportunidades para conquistar clientes e colaboradores.
Sumário
nota do editor / 7
introdução / 11
indústria de viagens corporativas / 15
Visão geral / 18
Tendências: os quatro pilares / 18
Desenvolvimento, desafios e oportunidades do mercado brasileiro / 21
Viajante corporativo e gestão de viagens / 23
Cadeia produtiva / 30
Gestor de viagens corporativas / 40
programa de viagens corporativas / 45
Gestão de viagens versus gestão de mudança / 45
4 Ps da gestão de viagens corporativas ¿ metodologia, objetivos e aplicação / 48
Resultados da gestão e do programa de viagens / 80
Segurança e gestão de risco / 83
tecnologia em viagens corporativas / 91
Ferramentas e soluções disponíveis / 92
Canais de distribuição e compra / 111
Data management / 117
eventos corporativos / 121
Definição de eventos corporativos / 123
MICE / 126
Segredos de um evento de sucesso / 129
glossário / 139
referências / 153