Licitação de eventos por técnica e preço é a reivindicação da ABEOC Brasil apresentada ao deputado Heringer

A Associação Brasileira de Empresas de Eventos – ABEOC Brasil deu mais um passo em busca da obrigatoriedade de licitação do tipo técnica e preço para a contratação de serviços de organização de eventos pela administração pública. A presidente da Abeoc Brasil, Ana Claudia Bitencourt e a vice-presidente de Qualificação, Juliana Pereira, estiveram reunidas em Brasília na terça-feira (18/08) com o deputado federal relator da Comissão Temporária de Modernização da Lei de Licitações e Contratos (LEI 8.666/1993), Mário Heringer (MG).

Ana Claudia Bitencourt, deputado Mario Heringer e Juliana Pereira.

“O deputado nos informou que é muito importante que uma entidade como a ABEOC esteja conduzindo este pleito e deve solicitar audiência pública em Brasília para que possamos explicar a importância da licitação por técnica e preço no setor de eventos”, conta a presidente da ABEOC Brasil, Ana Claudia Bitencourt.
A “técnica e preço”, critério de julgamento que busca combinar fatores de qualidade e de onerosidade, segundo uma ponderação estabelecida no ato convocatório, já é exigida em licitações na área da Publicidade, por exemplo.
Atualmente a maioria das licitações relacionadas a eventos acontecem por pregão, onde prevalece apenas o menor preço. Esse tipo de licitação causa problemas tanto para empresas quanto para os contratantes. Em muitos casos contratar pelo menor preço se torna mais oneroso porquê o contratado não honra a licitação e acaba perdendo o contrato, o que gera nova licitação.

1 thought on “Licitação de eventos por técnica e preço é a reivindicação da ABEOC Brasil apresentada ao deputado Heringer”

  1. A situação das licitações de eventos está ficando realmente preocupante, alguma providência deve ser tomada com urgência. Iniciativas como essa da ABEOC precisam ser apoiadas.

Os comentários estão fechados.