Frente Parlamentar vai elaborar cartilha com propostas para o desenvolvimento do turismo no Paraná

[Por ALEP, 25/08/2015]
A Frente Parlamentar em Defesa dos Setores de Comércio Gastronômico, Hotelaria e Turismo da Assembleia Legislativa decidiu, em sua primeira reunião realizada na manhã desta terça-feira (25), elaborar juntamente com empresários do setor uma cartilha que será encaminhada aos governos federal e estadual, e às prefeituras municipais, com objetivo de oferecer propostas para o desenvolvimento da indústria turística do estado do Paraná.
“O primeiro passo é ouvir os setores para depois tornar públicas estas propostas. Mas com certeza nessa cartilha iremos propor a elaboração de um calendário integrado de eventos do Paraná. Existem muitos eventos, que têm potencial de atrair turistas para o nosso estado, mas que ainda necessitam de uma divulgação maior”, afirmou o deputado Ney Leprevost (PSD), coordenador da Frente. O parlamentar disse que o grupo de trabalho também pretende debater questões relativas à Ação Integrada de Fiscalização Urbana – Aifu. “Precisamos debater a regulamentação das Aifu, que vem gerando muitas queixas por parte dos empresários geradores de empregos, principalmente na cidade de Curitiba” completou.
Fundo – Para o diretor-presidente da Paraná Turismo, Manoel Jacó Garcia Gimennes, a Frente Parlamentar em Defesa dos Setores de Comércio Gastronômico, Hotelaria e Turismo será uma ferramenta importante para a elaboração de uma lei estadual e de um Fundo de Incentivo ao Turismo. “Certamente essa frente será indispensável e fundamental para abrir caminho para que nós tenhamos no Paraná esses dispositivos em prol do setor no nosso estado. Até porque, dos três estados da Região Sul, só o Paraná ainda não tem uma lei e um fundo para desenvolver o turismo”, ressaltou.
Também participaram da reunião os deputados Felipe Francischini (SD) e Chico Brasileiro (PSD), que é presidente da Comissão de Turismo da Assembleia, e representantes da Secretaria Estadual do Esporte e Turismo, da Paraná Turismo, do Instituto Municipal do Turismo, do Curitiba Convention Visitors Bureau, da Fecomércio, da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes/PR (Abrasel-PR) e demais instituições ligadas ao setor.