Crescimento e desafios são destaques no Café com Eventos em Gramado

A crise econômica foi um dos temas mais referenciados na manhã desta quinta-feira (20), durante o Café com Eventos da ABEOC Brasil em Gramado, no Rio Grande do Sul. O Turismo de Eventos, ao contrário de outros segmentos, é o que mais cresce no país e se mostra preparado para os impactos da crise. O levantamento mais recente aponta que, na última década, o volume de recursos do setor aumentou mais de cinco vezes.

Café com Eventos Gramado
Sobre o momento brasileiro, a presidente da ABEOC Nacional, Ana Cláudia Bitencourt, explicou que o segmento está organizado, mas aconselhou as empresas a serem criativas e inovadoras e a investirem em eventos próprios. Quanto à atividade, Ana Cláudia compartilhou os esforços da ABEOC Brasil. “Nesta terça-feira, fomos à Brasília entregar uma série de reivindicações ao ministro do Turismo, Henrique Alves, que reconheceu a importância de avanços no segmento e nos garantiu o encaminhamento deles”. Uma das causas defendidas pela ABEOC é a revisão da Lei Geral do Turismo (Lei 11.771/08). A Associação exige que a licitação de eventos seja por técnica e preço e não apenas por menor preço como é atualmente.
O presidente da ABEOC RS, organizadora do Café com Eventos, Maurício Cavichion, fez uma análise do panorama atual de eventos e ressaltou a necessidade de mais investimentos na área. No cenário gaúcho, destacou a importância da unificação do Rio Grande do Sul e de parcerias com os estados de Santa Catarina e Paraná. Conforme dados de 2013, a região Sul do Brasil caiu da 3ª para a 4ª posição no ranking de realização de eventos. Segundo Cavichion, as cidades da serra gaúcha ainda são exemplos de sucesso de destino de turismo no Brasil, e o ideal seria que elas não se tratassem como concorrentes uma das outras. O presidente estadual reafirmou os compromissos da ABEOC RS com a qualificação dos serviços prestados pelos associados e a incrementação do faturamento.
O primeiro palestrante, o advogado Ney Arruda Filho apresentou às empresas participantes os Programas de Integridade Corporativa – Compliance, que podem auxiliá-las na adaptação às inovações da Lei Anticorrupção, além de minimizar riscos. Os programas são um conjunto de mecanismos e procedimentos internos de controle, auditoria, incentivo à denúncia de irregularidades e da aplicação efetiva de regras de ética e de conduta, políticas e diretrizes, com o objetivo de detectar e sanar desvios, fraudes, irregularidades e atos ilícitos praticados contra a administração pública. Arruda Filho explicou que a vinculação do Poder Público com uma organização que não observa as normas legais de conformidade/compliance pode causar prejuízos irreparáveis na continuidade dos seus negócios.
A professora Simone Simon palestrou sobre “Atitude de vencedor em tempo de crise”. Para uma empresa ter sucesso nos negócios, Simone listou algumas práticas a serem aplicadas: ser obcecada por resultados, manter uma ação constante, saber negociar e conquistar aliados poderosos. “Superar os desafios e ser um vencedor”, recomendou. Simone é autora da publicação “Tropas de Elite em Negociação: um paralelo entre o meio empresarial e o BOPE”.
Ainda durante o encontro, a secretária municipal de Turismo, Rosa Helena Volk, apresentou a Griffe Gramado Inesquecível. Os valores arrecadados com os produtos tipo souvenir são aplicados no Fundo Municipal do Turismo. A loja da Griffe está localizada junto à Central de Informações Turísticas localizada na Praça Major Nicoletti.
Gramado foi o sexto destino a receber o Café Com Eventos ABEOC Brasil, o próximo deve ser Santo Ângelo- Rio Grande do Sul, em setembro.

Galeria de fotos