Feiras e convenções para movimentar o turismo

[Por  Ministério do Turismo, 09/07/2015]
O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, reuniu-se nesta quinta-feira (9), em Brasília, com a diretoria da Unidestinos. Na pauta, o desafio de movimentar o mercado de viagens por meio de congressos, feiras e convenções. A entidade formada este ano representa 25 Conventions & Visitors Bureaus. Os escritórios são responsáveis pela captação e realização de eventos nos principais destinos turísticos brasileiros.
A iniciativa tem o objetivo de minimizar o impacto da sazonalidade no turismo por meio dos eventos em baixa temporada. Henrique Alves reconheceu a importância dos Conventions & Visitors Bureaus e destacou o turismo de negócios com um dos segmentos que mais gera empregos e divisas para o Brasil com a realização de feiras e convenções. De acordo com as estatísticas do MTur, o gasto médio do turista de negócios é 50% superior ao de lazer.
“Temos apoiado a construção e reforma de centros de convenções exatamente porque sabemos o peso desse segmento para o setor”, afirmou Henrique Alves. Em 2013, o Ministério do Turismo assinou o PAC do Turismo, com um investimento de quase R$ 700 milhões em obras de infraestrutura para os centros de convenções do país.
Os representantes dos Conventions Bureaus apresentaram um pedido para participar do Conselho Nacional do Turismo e uma sugestão para reformulação do modelo de gestão da Embratur. Os documentos foram repassados para análise das equipes técnicas.
Historicamente, o Brasil figura entre os dez destinos que mais realizam eventos internacionais no mundo. De acordo com a Unidestinos, as 25 organizações filiadas atualmente realizaram mais de cinco mil eventos em todo o Brasil em 2014. A entidade tem o apoio financeiro de três mil empresas que representam 110 mil trabalhadores da indústria do Turismo.