Eventos internacionais movimentam o turismo no Brasil

[Por Revista Eventos, 21/07/2015]
Quatro destinos brasileiros concentram pouco mais da metade dos eventos internacionais realizados no país, conforme dados da Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA, na sigla em inglês). Dos 291 eventos realizados no Brasil em 2014 – que colocam o país entre os 10 principais destinos no mundo para esse tipo de turismo –, 162 ocorreram nas cidades de São Paulo (66), Rio de Janeiro (64), Brasília (16) e Foz do Iguaçu (16).
Apesar da concentração, o levantamento mostra que o número de cidades brasileiras que receberam eventos internacionais em 2014 cresceu em relação a 2013: ao todo foram 61, contra 55 em 2013. Conforme os dados da ICCA, entre 2003 e 2014, o total de eventos passou de 62, em 2003, para 291 em 2014. No mesmo período, o número de cidades que sediaram esse tipo de evento subiu 177%.
De acordo com estudo do Ministério do Turismo, o turismo de negócios é o segundo maior fator de atração de estrangeiros para o país. Responde por 25,3% do volume de visitantes de outros países. O gasto médio diário deste público é de US$ 102,18, cerca de 50% maior que o desembolso dos turistas que viajam a lazer.
Nacionais
Quando considerados eventos nacionais e internacionais, o impacto no turismo é ainda maior. De acordo com o calendário do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB), são 1.575 eventos cadastrados até o momento para 2015. Com esses eventos, são esperados 26,4 milhões de participantes no total, sendo estimados 10,5 milhões de outras cidades e/ou países.
Já o calendário 2015 de eventos do Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) conta, até o momento, com 229 congressos, dos quais 164 nacionais e 65 internacionais. Juntos, eles têm previsão de gerar para a cidade uma receita estimada em US$ 1,7 bilhão e 1,3 milhão de congressistas.
Em Foz do Iguaçu, por sua vez, 35 eventos contabilizados pelo Iguaçu Convention & Visitors Bureau em 2015 devem atrair 76,6 mil pessoas. Esses eventos devem acrescentar R$ 33,4 milhões à economia local.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *