Turismo tem mais impacto que indústria automobilística

[Por Jeanine Pires, MKTDestinos, 05/06/2015]
A indústria de viagens e turismo representou em 2014 3,1% do PIB mundial, um impacto econômico sobre a economia global que é maior do que a da  industria química (2,1%) ou da automobilística (1,2%), explicou o WTTC (Conselho Mundial de Viagens e Turismo) em relatório divulgado hoje (05/06/15). Se forem levados em consideração os impactos diretos e indiretos, o estudo realizado pela Oxford Economics indica que o setor gera 9,8% da produção econômica mundial. Nesse caso, o impacto econômico total do turismo é ainda superior ao da indústria química (8,6%), da agricultura (8,5%), da educação (8,4%) ou dos bancos (5,9%).
No caso do Brasil, em 2014, os gastos dos estrangeiros representaram uma parte substancial do share das exportações, 3%, parte considerável na composição do comercio internacional para nosso país. Se forem considerados os impactos indiretos dos gastos dos estrangeiros em outras áreas da economia como construção, engenharia, bancos, serviços de treinamento, serviços de informação, comunicações, serviços profissionais e outras atividades, o turismo no Brasil contribuiu com 18% do share do setor de serviços.