Salão MICE ABEOC Brasil no Festuris terá compradores internacionais

A primeira atividade do Programa Comprador e Imagem da Associação Brasileira de Empresas de Eventos – ABEOC Brasil será realizada no Salão MICE ABEOC Brasil no Festuris, de 5 a 8 de novembro, em Gramado, com a vinda de buyers específicos do segmento de eventos e turismo corporativo para garantir e agilizar a viabilização de negócios. A ação tem o apoio da Embratur.

Edição de 2014 foi um sucesso, mas este ano Salão MICE ganhará mais visibilidade

Os visitantes da 27ª edição do FESTURIS encontrarão o Salão MICE ABEOC Brasil em uma nova localização, que agora estará integrado ao Primeiro Salão facilitando o desenvolvimento de negócios, sendo uma continuação do espaço central, ganhando assim mais visibilidade.
O Salão MICE ABEOC Brasil tem como objetivo não só incorporar o setor de turismo de negócios e eventos na Feira, mas atuar na capacitação e qualificação setor. Esta parceria vai ampliar cada vez mais o debate sobre a questão dos eventos, um setor dinâmico, crescente, mas que ainda carece de investimentos na qualificação e estruturação do mercado, e o Salão MICE no FESTURIS é uma grande ferramenta para isso.

Geração de negócios

O Projeto Comprador consiste em rodadas de negócios entre TRADE brasileiro e de diversos países, fomentando negócios através de reuniões agendadas previamente. Durante o período do FESTURIS acontecem reuniões de negócios entre compradores e expositores nos estandes. Para garantir que os buyers cumpram sua agenda, todos são acompanhados de um profissional ligado à organização.
Os convites para participação são enviados de acordo com os interesses comerciais. Para tanto os organizadores necessitam saber dos expositores características do negócio, para que segmento trabalha, entre outras questões.

Captação de Eventos

Esta aproximação de compradores e vendedores no Salão MICE ABEOC Brasil no FESTURIS é a primeira atividade do Projeto Comprador da ABEOC Brasil, que tem um foco mais amplo com o objetivo de organizar encontros para promover o país como um importante destino para a realização de congressos, feiras e eventos nacionais e internacionais. Chamado de Comprador e Imagem, o programa tem como objetivo aproximar o público comprador de eventos dos organizadores e prestadores de serviços.
A iniciativa partiu da regional do Rio Grande do Sul, mas, em conversa com a diretoria nacional da entidade, a ideia foi estendida para todo o Brasil. “A ação é da ABEOC-RS, mas será uma atividade nacional. Iremos trabalhar para a viabilização desse projeto em nível Brasil, pois todo o setor vai sair ganhando com essa aproximação”, explica Ana Cláudia Bitencourt, presidente nacional da ABEOC.
O trabalho terá como estratégia principal a captação de eventos regionais, estaduais, nacionais e internacionais, sejam eles técnicos, científicos, corporativos ou sociais. Segundo comenta Maurício Cavichion, presidente da ABEOC-RS, a entidade já avançou bastante em relação ao novo projeto. “Já conversamos com todos os Convention Bureaux do estado, com todas as secretarias de turismo municipais e com algumas entidades do setor. É um projeto que terá um custo bastante alto, mas nós vamos conseguir medir os resultados e os impactos, e isso é muito importante”, justifica Maurício.

Benchmarking

Além da aproximação com os compradores, o Projeto Comprador e Imagem apresenta mais algumas atividades. A primeira é a elaboração de uma marca própria para eventos no Rio Grande do Sul, criar um logotipo que associe o estado a eventos de sucesso. Junto com essa marca, a ABEOC-RS pretende desenvolver um portal para divulgar os destinos, as atrações, os equipamentos e toda a disponibilidade de organizar eventos no estado.
Outra iniciativa nacional é organizar um benchmarking durante a Canton Fair, a maior feira de negócios do mundo, em 2017. O objetivo desse encontro será o de aprender a realizar e a operar megaeventos. “Nós precisamos começar a pensar diferente. Então entendemos que a feira nos possibilitará aprender a organizar eventos no mundo inteiro”, afirma Maurício.
Ana Cláudia reforça a importância do projeto para o setor: “Tudo está mudando e a gente entende que a forma de atrair negócios, captar eventos também está mudando. É um projeto da ABEOC Brasil com o trade. Queremos apresentar os destinos aos organizadores de eventos com o intuito de fecharmos negócios. É aproximar quem compra de quem vende. Simples assim”.
[Publicado por Jornal de Turismo, 19/06/2015]