Turismo sofre corte de 73% no orçamento para 2015

[Por Mercado e Eventos , 25/05/2015]
A pouco mais de um ano para as Olimpíadas 2016, o Ministério de Turismo perdeu 73% das verbas que haviam sido aprovadas pelo Congresso na proposta orçamentária de 2015. Os cortes mostram a disposição do governo de contrariar a tentativa dos parlamentares de inflar a peça orçamentária com emendas, destinando recursos e obras para suas regiões.
Por meio das emendas, os parlamentares haviam aumentado em mais de três vezes o orçamento do Turismo, do PMDB. O Ministério do Turismo, o segundo mais afetado pelo contingenciamento em termos relativos, após o Ministério das Cidades, informou em nota que não faltarão recursos para os projetos em andamento e que “investimentos estruturantes” serão preservados.
No total, o governo cortou R$ 21,4 bilhões em emendas parlamentares, mesmo no momento em que precisa da ajuda do Congresso para aprovar as medidas de ajuste fiscal. Desse total, R$ 3,06 bilhões foram nas emendas individuais e R$ 18,34 bilhões, nas coletivas. No caso das emendas individuais, cada um dos 594 parlamentares receberá uma cota individual de R$ 7,7 milhões, quase metade da cota de 2014. No caso específico do turismo a verba que era de R$ 1,8 bilhões acabou sendo reduzida para R$ 476 milhões.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *