Turismo defende a proteção à infância em grandes eventos

[ Por Revista eventos, 07/04/2015]
A experiência do Ministério do Turismo à frente da campanha de proteção à infância durante a Copa do Mundo foi relatada nesta terça-feira (7) durante o III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, em Brasília. O evento, realizado pela Frente Nacional dos Prefeitos, tem o intuito de mobilizar gestores públicos na construção de agendas propositivas em torno da sustentabilidade de cada cidade brasileira.
O coordenador geral de Proteção à Infância do Ministério do Turismo, Adelino Neto, apresentou uma palestra que tratou da atuação dos municípios sobre o tema, destacando avanços e desafios. Na ocasião, apresentou um balanço das ações realizadas pela pasta nas capitais do país – sedes dos jogos da Copa. Mais de 1500 pessoas foram mobilizadas em palestras de divulgação da campanha “Proteja, Não Desvie o Olhar” e cerca de 500 mil materiais, que incluem cartazes, adesivos e banners, foram distribuídos em meios de hospedagem, restaurantes, bares, taxistas, aeroportos e pontos turísticos.
A divulgação da campanha contribuiu para o aumento das denúncias de violações dos direitos da criança e do adolescente. De acordo com o Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos, em relação à exploração sexual infantil, por exemplo, foram contabilizadas mais de 700 ligações no período do Mundial de futebol.
De acordo com Adelino, a parceira com os setores ligados ao turismo fortalece as políticas públicas que garantem a proteção integral da infância. “Queremos que essa experiência também sirva para os próximos eventos que o Brasil vai sediar, como a Olimpíada Rio 2016. Sabemos que o turismo é uma atividade que gera emprego, renda e felicidade. Portanto, nosso intuito é manter a sustentabilidade social e conscientizar o turista para que, ao valorizar nossa cultura e conhecer o que há de melhor no país, possa nos ajudar a preservar a proteger os direitos de crianças e adolescentes”, disse.
Participaram da mesa de debate a presidente da Fundação de Ação Social de Curitiba, Márcia Frue; o Chefe do Setor Cooperação – Delegação da União Europeia de Brasília; Thierry Dudermel; o diretor do Instituto Sindical de Cooperação ao Desenvolvimento ISCOS Piemonte, Paolo Pozzo; a coordenadora da Rede ECPAT Brasil, Lídia Rodrigues, além de representantes do SESI, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e do Comitê Local de Proteção a Crianças e Adolescentes em Megaeventos de Recife.
Turismo Sustentável e Infância
Visando o compromisso de o Ministério do Turismo desenvolve, há 11 anos, o programa Turismo Sustentável e Infância atua em quatro eixos: as palestras de sensibilização nos principais destinos turísticos; a divulgação do Manual do multiplicador, que permite a capacitação e orientação sobre como abordar e saber defender os direitos das crianças e adolescentes; a divulgação da Campanha Proteja, Não Desvie o Olhar e o incentivo ao trabalho de inclusão produtiva das vítimas, por meio do Pronatec Turismo.