Realização de eventos movimenta economia em Campo Grande

[Por Horizonte MS, 15/04/2015]
A realização da segunda etapa nacional da Fórmula Truck em Campo Grande, no domingo (12), gerou um aumento de 30% na clientela de hotéis e restaurantes na Capital. De acordo com o presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Campo Grande, José Gilberto Pertinari, o aumento foi em relação a um fim de semana normal.
A realização de grandes eventos esportivos e o incentivo ao turismo de eventos, como congressos e simpósios, se tornou de grande importância socioeconômica para Campo Grande, pois estimula a geração de emprego, renda e desenvolvimento da infraestrutura local, o que proporciona melhor estada aos turistas e beneficia toda população.
A Prefeitura de Campo Grande incentiva e busca parcerias para um calendário de eventos, criando situações favoráveis, com infraestrutura e parcerias com organizações como o Campo Grande Convention & Visitors Bureau.
A média mensal de turistas que passam por Campo Grande é de 130 mil pessoas. Para a superintendente de Turismo da Sedesc, Maria do Carmo Petelinkar, o turismo em Campo Grande é destaque no cenário nacional, por sua localização estratégia, segurança e boa capacidade de receptividade. “Incentivamos e buscamos trazer apoios, inclusive para aumentar a rede hoteleira, os bares e restaurantes. A cada grande evento, o fluxo de pessoas e a economia aumentam consideravelmente. E também é uma opção de entretenimento aos campo-grandenses”, explica.
“Os grandes eventos servem como atrativos turísticos e fomentam o turismo de eventos. Temos bons locais e boa estrutura para a realização de congressos, etapas de automobilismo, esportes, graças a ações que o Município e parceiros fazem para atrair turistas”, comenta Pertinari.
Organizações como a Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), ACTUR (Associação Campo-Grandense de Turismo Rural), ABHI/MS (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Mato Grosso do Sul), o Convention & Visitors Bureau são alguns das organizações, junto com a Prefeitura, que promovem desenvolvimento econômico, social e cultural da Capital por meio da promoção do destino e da captação de eventos.
A indústria nacional de eventos movimentou R$ 209,2 bilhões em 2013 com a realização de 590 mil feiras, congressos e convenções nacionais e internacionais, de acordo com a pesquisa Dimensionamento Econômico do Setor de Eventos, do Sebrae e da Associação Brasileira das Empresas de Eventos.
Campo Grande está, cada vez mês, inserida neste mercado.“Nossa Capital se destaca no turismo de eventos, com várias oportunidades de negócios e entretenimento ao cidadão. Um grande evento nacional movimenta grande número de profissionais durante a sua realização, provocando uma grande movimentação econômica”, ressalta o prefeito Gilmar Olarte.
Hotéis
Com o aumento do mercado, mais redes de hotéis se instalam em Campo Grande, gerando mais renda. A rede de hotéis de luxo Deville inaugurou um hotel cinco estrelas na Avenida Mato Grosso, em dezembro do ano passado, e o gerente-geral Marcelo Mesquita comemorou o movimento reforçado com a Fórmula Truck. “Graças a Fórmula Truck tivemos um aumento de público inesperado.
Eventos de grande porte são importantes para a rede hoteleira. Ter uma grade, um calendário anual de eventos, fará a diferença na movimentação da cidade”, afirma.
O hotel tem 300 leitos e gera 130 empregos diretos. “A Prefeitura é nossa parceira, principalmente ao beneficiar a realização de eventos, congressos e ouvindo sugestões para aumentar o turismo”, explica.