Especialistas apontam tendências para o setor de eventos

[Por Panrotas,23/04/2015]
A WTM reuniu especialistas no setor de eventos para um debate sobre o segmento, realizado há pouco no espaço Mice da feira. Participaram o ex-presidente da International Congress and Convention Association (ICCA), Arnaldo Nardone, o diretor executivo do SPCVB, Toni Sando, o diretor de Produtos e Destinos da Embratur, Marco Lomento, e Michael Nagi, diretor executivo do Rio CVB.
Nardone disse que os latino-americanos devem focar menos no setor médico, que representa 17,7% dos eventos na região, e apostar em outros setores como o de tecnologia, hoje em 13% e subindo. Para o ex-presidente do ICCA, os CVBs devem ser 100% profissionais e as cidades devem desenvolver planos de longo prazo.
Investir em capacitação também foi uma sugestão do dirigente: “Nem sempre os municípios com melhor infraestrutura ganham, mas também os que têm os melhores profissionais”.
Outra dica de Nardone é apostar nos eventos de menor porte, para público entre 50 e 149 pessoas, hoje 34,8% do total – os de grande porte, para até cinco mil pessoas, são 0,9%. “É preciso que os destinos mudem seu modelo de negócio de modo a atender as necessidades dos pequenos e médios eventos”.
Implementação de práticas sustentáveis e estímulo ao uso de transporte público também são fatores que, de acordo com Nardone, colaboram para a capacitação de um evento.