Brasil teve sete das 20 exposições mais visitadas em 2014

[Por Panrotas,08/04/2015]
Segundo a revista inglesa The Art Newspaper, o Brasil tem sete das 20 exposições mais visitadas do mundo no ano passado. De acordo com a publicação, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro, com cinco exibições, em Brasília, com uma, além do Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, também com uma exposição, figuram entre os espaços mais movimentados e de destaque por promoverem entrada gratuita.
Nesses museus, a instalação da artista japonesa Yayoi Kusama intitulada Obsessão Infinita levou cerca de 1,5 milhão de brasileiros e uma média diária de oito mil a conferirem as obras que caíram no gosto do espectador com suas formas e bolinhas multicoloridas. Outras exposições de destaque no País foram Salvador Dali, Cabeça: Milton Machado e Essas Associações: Tihno Sehgal. A liderança, contudo, ficou com Taiwan, que encabeçou as três maiores visitações em 2014.
A publicação ainda coloca em xeque o “boom” da ida dos brasileiros a museus, uma vez que “eventos de magnitude como Obsessão Infinita e Salvador Dalí são gratuitas e os patrocínios para essas exposições têm diminuído drasticamente com o atual papel da economia”.
Confira o ranking abaixo com nome da exibição, média diária e público total, respectivamente:
Grande Mestres da Dinastia Ming: Tang Yin (Taipei, Taiwan) – 12.861- 1.131.788
O Todo Completo Qianlong – 12.727 (Taipei, Taiwan) – 1.170.862
Qianlong C.H.A.O. (Taipei, Taiwan) – 10.622 – 1.699.499
Salvador Dalí – 9.782 (Rio de Janeiro) – 973.995
Cabeça: Milton Machado (Rio de Janeiro) – 9.470 – 447.799
Yayoi Kusama: Obsessão Infinita (São Paulo) – 8.936 – 522.136
Yayoi Kusama: Obsessão Infinita (Rio de Janeiro) – 8.702 – 754.565
Grandes Mestres da Dinastia Ming: Shenzou (Taipei, Taiwan) – 8.617 – 697.937
Tesouros Naturais do Japão (Tóquio, Japão) – 8.329 – 386.708
Visões na Coleção Ludwig (Rio de Janeiro) – 8.120 – 530.088
Yayoi Kusama: Obsessão Infinita (Brasília) – 7.957 – 471.730
O Nascimento do Impressionismo (Tóquio, Japão) – 7.547 – 696.442
Traçando a História (Xangai, China) – 7.317 – 629.233
Essas Associações: Tino Sehgal (Rio de Janeiro) – 7.239 – 255.427
Van Gogh/Artaud (Paris, França) – 6.524 – 654.291
Melbourne Hoje (Melbourne, Austrália) – 6.224 – 753.071
Magritte: O Mistério do Comum (Nova York, EUA) – 6.131 – 643.783
Isaac Julien: Dez Mil Ondas (Nova York, EUA) – 5.853 – 485.832
Obras-primas Preciosas (Tóquio, Japão) – 5.576 – 402.241
Premonição: A Arte Ucraniana Hoje (Londres, Inglaterra) – 5.498 – 137.438
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *