"Queremos adequar o Ministério do Turismo às melhores práticas do mercado", diz Luciana Fernandes

[Por Hôtelier News, 25/03/2015]
Em evento realizado na manhã de hoje (26) em São Paulo, o Ministério do Turismo detalhou algumas de suas ações de marketing e promoção deste ano, reforçando sua intenção de valorizar os destinos nacionais e incentivar as viagens domésticas. Luciana Fernandes, diretora de Marketing da pasta, ainda falou sobre o redesenho de alguns projetos, na busca por “adequar o MTur às melhores práticas do mercado” e torná-lo mais eficiente em suas políticas.
O SBClass (Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem) é um dos projetos que deverá ser realinhado pela pasta, principalmente por conta da baixa adesão dos empreendimentos hoteleiros à iniciativa. Lançado oficialmente em 2011, o projeto foi desenvolvido em parceria com o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Indústria) e já foi tema de matéria especial no Hôtelier News, tendo recebido também críticas por parte de alguns hoteleiros. “Queremos repensar esta classificação. Percebemos que o papel regulatório do MTur não é o mais eficiente”, aponta a executiva.
A pasta busca, inclusive, estar mais próxima da hotelaria não somente por meio de feiras e roadshows, mas também com a parceria com a FBHA (Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação) firmada no ano passado para uma série de eventos itinerantes. Segundo Luciana, esta proximidade deve continuar em 2015.
O modelo de 65 Destinos Indutores também deve passar por uma revisão, buscando uma atuação mais assertiva. Além de um modelo de classificação dos destinos turísticos, o MTur trabalhará em projetos focados, como parcerias com os municípios para a realização de melhorias de infraestrutura e conectividade, por exemplo. Ela também cita a importância da Amazônia e a necessidade de se fazer um trabalho de branding com a região, reforçando seu grande potencial.