COCAL 2015 atinge todos os objetivos, promove conhecimento e networking

Com 553 pessoas envolvidas, sendo 385 congressistas, 84 expositores, 70 jornalistas e 14 membros do staff, terminou neste sábado (07/03) em Florianópolis o XXXII Congresso da Federação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina (COCAL 2015), que teve como tema central Inovação e Criatividade. “O resultado foi extraordinário, realizamos aqui o maior congresso dos últimos 10 anos”, afirmou a presidente da Federação Alisson Batres. Segundo ela, o objetivo principal de escolha do local do congresso – que é fortalecer o destino – foi amplamente atingido. “Além disso, a Inovação foi outra grande conquista”.

Fotos do Congresso estão disponíveis no endereço www.flickr.com/photos/cocal2015/sets/

A presidente da ABEOC Brasil Ana Claudia Bitencourt demonstrou que o país e, mais especificamente Florianópolis, vai ser beneficiado com a COCAL 2015. “Reunir profissionais de 20 países foi produtivo. Muitos visitaram Florianópolis pela primeira vez, conheceram in loco o potencial e, certamente, trarão mais eventos para cá”. Para Ana Claudia, o legado deverá ser construído a partir deste ano com a dedicação da cadeia produtiva.

Presidente da ABEOC Brasil Ana Claudia Bitencourt

“Os congressos sempre deixam um legado”, ratificou a presidente da COCAL Alisson Batres. O exemplo ela trouxe da Guatemala, país que sediou o evento do ano passado. “Tínhamos 34 associados em nosso país. Passado um ano do Congresso, já somos 322. Outra conquista foi a implantação de uma política: hoje todo evento na Guatemala tem que ter um projeto de sustentabilidade”.
Entre painéis, workshops, palestras, reuniões temáticas e eventos sociais, foram realizadas mais de 35 atividades diferentes durante três dias da COCAL 2015. O público foi fiel até o final. Na última palestra do Congresso, sobre Tendências no Setor de Eventos, com Roger Tondeur, fundador da MCI, o auditório continuava lotado. “A programação foi o ponto alto, e o público saiu daqui conhecendo as tendências e as principais novidades do mercado de eventos”, explicou a presidente do Congresso e vice-presidente de Relações Institucionais da ABEOC Brasil, Anita Pires.
Roger Tondeur, fundador da MCI

Roger apresentou as megatendências do setor, entre elas o crescimento da classe média (mais pessoas para participar de eventos); uso do mobile; ambiente multicultural; maior relevância do capital humano e a economia do compartilhamento. “Não se tratar de quem assiste ao evento, mas quem se engaja”, afirmou Tondeur, destacando que um evento preciso estar conectado com outras ações de comunicação das empresas.
Entre os desafios da indústria de eventos, o fundador da MCI cita a alta competição, pressão por preço, sustentabilidade, público de diferentes gerações e cultura. Sobre as associações, importantes atores do setor, Roger Tondeur analisa que estas precisam se transformar de entidades fechadas para comunidades abertas de profissionais, e tem o grande desafio de continuar entregando valor para os membros neste cenário.
Promoção da Federação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina, a COCAL 2015 é uma realização da ABEOC Brasil e tem como patrocinadores masters a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA).

Fotos do Congresso estão disponíveis no endereço www.flickr.com/photos/cocal2015/sets/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *