FITUR deve gerar até US$ 450 mil em negócios

[Por Jornal de Turismo, 10/03/2015]
O estudo também mostrou que 100% dos coexpositores institucionais e privados consideraram importante a presença da Embratur na feira e 95% deles pretendem participar na próxima edição.
Os dados também mostram que quase 2 mil contatos foram realizados pelos cooperados institucionais e privados e a expectativa é que haja um incremento de 64% do fluxo turístico nos destinos que tiveram participação institucional na feira.
Os segmentos abordados na feira por aqueles que procuraram os coexpositores institucionais foram MICE (26,47%), Sol e Praia (20,59%), Cultura (20,59%), ecoaventura (17,65%) e esporte (14,705). Já os nichos procurados foram luxo (26,8%), LGBT (17,39%),  intercâmbio (13,04%), náutico e golf (8,69% cada).
Quando partimos para os cooperados privados, aqueles que efetivamente comercializam os destinos brasileiros, notamos algumas mudanças na demanda. Os segmentos mais procurados são Sol e Praia (28,20%) e Ecoturismo, Aventura, Esporte e MICE dividem o mesmo percentual de procura (17,94%). Quanto aos nichos, o Luxo (31,81%) continua na frente, seguido de Intercâmbio e LGBT (9,09% cada), Náutico e Golf (4,59%) cada.