Pesquisadora espanhola vai explicar na COCAL 2015 como medir o impacto econômico dos eventos

Com diversos artigos publicados e pesquisas na área de eventos, María Devesa, professora do Departamento de Economia Aplicada da Universidade Valladolid, na Espanha, é presença confirmada no XXXII Congresso da Federação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina – COCAL 2015, de 5 a 7 de março, em Florianópolis.

Devesa adianta como organizou sua apresentação no principal Congresso Latino-Americano para Empresas de Eventos: “Vou me concentrar em explicar uma das metodologias mais comuns para medir o impacto econômico de eventos e festivais, o Estudo de Impacto Econômico”.
Como uma carreira de longa data, María Devesa trabalha na área que fará a palestra desde o final dos anos 90, quando iniciou sua tese de doutorado sobre o impacto econômico do Festival Internacional de Cinema Valladoid, um dos mais importantes da Espanha. Desenvolveu uma pesquisa do mesmo gênero sobre um grande evento cultural: a celebração de Salamanca 2002 – Capital Cultural Europeia da Cultura e, também, sobre o Valdivia Internacional Film Festival, no Chile; além do estudo sobre o impacto da realização de um festival cultural popular, tais como os da Semana Santa na cidade de Valência, também na Espanha.
Sobre suas expectativas com o Congresso, a pesquisadora afirma que o Cocal 2015 terá sessões muito atraentes e, como se trata de um evento profissional, pretende trocar ideias e aprender novas perspectivas.