Ministro se reúne com secretários municipais de turismo

[MTur, 06/02/2015]
O ministro do Turismo, Vinicius Lages, realizou hoje, em Brasília, a primeira reunião do ano com os secretários municipais de Turismo.
Ele propôs uma reflexão sobre os desafios do setor para os próximos anos e estabeleceu quatro grandes eixos de atuação conjunta para fortalecer o posicionamento do turismo como um vetor econômico de desenvolvimento do país.
“A importância econômica do turismo como gerador de empregos, renda, divisas e investimentos ainda não é percebida da forma que gostaríamos.
O setor tem contribuído neste novo cenário que aponta para a necessidade de encontrarmos vetores para alavancar a economia nacional”, disse o ministro para os membros da Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo Anseditur.
Segundo ele, é preciso aproveitar o “estoque de riquezas naturais e culturais do país” para turbinar a atividade turística.Inteligência de políticas públicas, produção turística, estruturação dos destinos e mercado foram os quatro eixos eleitos como prioritários pelo ministro.
O conjunto de iniciativas tem o objetivo de consolidar as relações entre os diversos níveis de governo, estimular a criação de novos produtos na indústria de viagens, apoiar a inovação no turismo, investir na infraestrutura física e de serviços dos destinos e fortalecer a parceria com entidades e empresas do setor, com vistas à ampliação do mercado doméstico de viagens.
O secretário nacional de Programas e Desenvolvimento do Turismo do MTur, Neusvaldo Lima, disse que, em 10 anos, o ministério investiu mais de R$ 9 bilhões de reais em 16 mil obras de infraestrutura em todo o país.
Defendeu também uma maior aproximação com o Congresso Nacional para se manter o fluxo de emendas parlamentares para financiar projetos de interesse do turismo.
Já o secretário nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, falou da necessidade de avanços na legislação brasileira para se criar um ambiente favorável ao aumento de investimentos públicos e, principalmente, privados na atividade turística.
Como exemplos, citou a facilitação para implantação de equipamentos náuticos como portos e marinas, e os critérios de uso dos parques nacionais para fins turísticos.
Durante a reunião, foram apresentados aos secretários o projeto de estruturação de destinos e o novo plano de marketing do MTur.
O presidente da Embratur, Vicente Neto, foi o anfitrião do encontro, realizado na sede do instituto.
Clique aqui e ouça declaração de Vinicius Lages sobre benefícios do setor turístico ao desenvolvimento nacional.
Ouça aqui afirmação de Neusvaldo Lima sobre a importância de emendas parlamentares a projetos em turismo.
Clique aqui e ouça comentário de Vinicius Lummertz sobre a necessidade de melhorias em marcos regulatórios.