Limite de gastos do MTur é de apenas R$391.402 até abril

[Mercado e Eventos, 27/02/2015]

O Governo Federal publicou nesta quinta-feira, dia 26, em edição extra do Diário Oficial da União, o decreto 8.412, que define limites para gastos discricionários não-obrigatórios de cada ministério no primeiro quadrimestre de 2015.
De acordo com o texto, o valor máximo que poderá ser desembolsado até abril é de R$ 75,155 bilhões.De acordo com o Decreto, o Ministério do Turismo tem até o fim deste mês apenas R$112.473 disponíveis para gastos. Até o fim de março, R$130.467 e para o mês de abril R$148.462. Os valores somados chegam a R$391.402.
O secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, afirmou que o decreto tem como objetivo sinalizar aos órgãos a disponibilidade financeira para os próximos meses, tendo em vista que o Orçamento deste ano ainda não foi aprovado pelo Congresso.
Saintive afirmou ainda que o governo está adequando os gastos à entrada de receitas, que caiu neste início de ano.”Não significa contingenciamento”, disse o secretário. “Queremos dar previsibilidade aos órgãos de acordo com a disponibilidade financeira. Você programa [os pagamentos] de acordo com o fluxo de caixa.
As despesas discricionárias, as que não são obrigatórias, vão ser adequadas à entrada de recursos”, destacou.Vale ressaltar que o MTur só tem mais verba que o Ministério da Pesca e Aquicultura, o Ministério da Cultura, o Ministério do Trabalho e Emprego e o Ministério de Minas e Energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *