Espanha reflete crescimento da indústria de turismo no mundo

[Revista Eventos, 30/01/2015]
No dia 27 de janeiro, na Espanha, em discussão nas vésperas da Feira Internacional de Turismo, FITUR 2015, o Spain Global Tourism Forum analisou o novo impacto do turismo na economia mundial.
Um dos mais importantes eventos para a indústria contou com ilustres presenças como a do presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, e do ministro da Economia português, António Pires de Lima, que celebraram a recuperação da economia de seus países pelo lucro vindo do turismo.
Durante o fórum, autoridades discutiram o impacto do turismo sobre o crescimento da economia de um país, inclusive, pela infra-estrutura, como é o caso dos países em desenvolvimento.
No mesmo dia, foi realizada também a XVIII Conferência Ibero-Americana de Ministros e Empreendedores de Turismo, CIMET, que abrigou uma grande representação de ministros de linha e representantes de empresas da área turística. Países latino-americanos aproveitaram o espaço deste ano para divulgar seus novos focos e potenciais.
Na FITUR deste ano, o Chile se apresenta como um grande apoiador do turismo de aventura e ao mesmo tempo protetor da biosfera. O Paraguai mira suas rotas jesuíticas. Colômbia e México investem em suas bandeiras gastronômicas. O Brasil, com algumas novidades em destinos, proporciona sua propaganda no estande da Embratur .
A Organização Mundial do Turismo (OMT), agência especializada das Nações Unidas e a principal organização internacional no campo, também contribuiu ao aquecimento para a abertura da FITUR falando de uma nova seção da feira que se chama SHOPPING. Assim, a OMT cria a Primeira Conferência Internacional sobre o Turismo de Shopping, o que reflete a crescente importância do segmento para a economia em geral.
Análise
Apesar dos dados serem positivos para os gastos mundiais em turismo, o Brasil ainda responde com atraso frente às grandes tendências. Se existe potencial no país para explorar (com sustentabilidade) a natureza que proporciona aventura, a peculiar gastronomia rica em sabores ou até mesmo a complexa história, disso não temos dúvidas. Então porque aparecemos de forma tão discreta nas maiores feiras internacionais da indústria?
O Brasil precisa trabalhar mais em colaboração com os grandes eventos internacionais para tornar o turismo dentro do país mais acessível e conhecido.
Mesmo depois do grande evento da Copa do Mundo muitas lacunas não foram preenchidas. A falta de investimento em recursos que possibilitem informação ao turista destrói o potencial do país.
O turismo em países europeus como Espanha e Portugal tem crescido e a perspectiva é que continue assim nos próximos anos.
O fenômeno conta com a massiva presença de turistas como os brasileiros, que ano após ano viajam mais para o exterior, além dos asiáticos. Esse é um potencial que poderia ser melhor aproveitado dentro do nosso enorme Brasil.
A principal feira de turismo da Espanha e uma das maiores do mundo, a Fitur 2015, começa nesta quarta-feira, dia 28, em Madri. O Brasil participa apenas no estande da Embratur.
O espaço reunirá 34 co-expositores, incluindo empresas aéreas, redes hoteleiras e destinos. A feira estará com suas portas abertas até sexta-feira, dia 30, recebendo profissionais da indústria e depois até o dia 1 de fevereiro recebendo o público em geral. Torcemos para que o Brasil alcance a atenção merecida.