Seminário Prêmio Caio reúne 200 profissionais de eventos e turismo em São Paulo

O Seminário Prêmio Caio, espaço destinado para gerar networking e disseminar informações sobre os melhores trabalhos do mercado de eventos avaliados durante o ano de 2014, reuniu 50 palestrantes e cerca de 200 participantes no último dia 09, em São Paulo.
Além das estratégias dos cases vencedores da 15ª edição do Prêmio Caio, a maior premiação da indústria de eventos e turismo do Brasil, o espaço também divulgou a análise de 20 especialistas em eventos sobre 20 destinos brasileiros, como resultado do Projeto Destinos para Eventos Brasileiros – 2014.
O encontro, que antecedeu a cerimônia de premiação do Prêmio Caio 2014, ocupou todo o primeiro andar do Expo Center Norte, disponibilizando cinco salas para receber o público inscrito.
Sala Center Norte
Na sala Center Norte, os palestrantes da Alpes Comunicação, Tiago Fuganti e Fernando Pizani, destacaram o trabalho desenvolvido pelo Desenvolve Paraná Centro, que beneficiou pessoas mais necessitadas, que carecem de informação e oportunidades. “O objetivo do evento foi mostrar as melhores iniciativas para alavancar a produção rural e a importância em se agregar valor ao produto”, explicou Fuganti.
Um pouco antes, Rogério Takashi Khara, da Savaget/Atis, relembrou o case da Arnold Classic Brasil – evento idealizado pelo ator e diretor Arnold Schwarzenegger em 1989, como alavanca para o crescimento de outros atletas. “Ele começou como fisioculturista, ganhando vários títulos pelo seu empenho, dedicação e perseverança”, ressaltou.
Ao lado deles, também estiveram Felipe Muller (Pepper), com o TIM na Estrada; Marcelo Tavares (BGS), com o Brasil Game Show; Nilda Mozzoni Pappas (Incentivare), com a Dealer Award 2013; Diofrildo Trotta (Dio Marketing), com o ESPN Internacional no Brasil; João Mattos (d.mattos), com a Convenção Nacional de Vendas Biolab 2014; Rafael Leão Jardim (Innova), com a A Grande Final – Vivo Open Air; e Tony Coelho (Conceito), com Gandaia.
Sala Portal Eventos
Com 11 seminários, a Sala Portal Eventos foi uma das mais movimentadas. Uma das palestrantes, Virínia Moraes, da Vivace Soluções, apresentou o case da FIAT na Fenatran 2013 e falou sobre as responsabilidades de um prestador de serviço. “É um problema do mercado, a seriedade das empresas que executam os projetos. Nosso trabalho envolve muita responsabilidade, é preciso ter seriedade. As empresas não podem focar só em preço”.
Logo em seguida, Douglas Gomes, da The Group, falou sobre o Santander Fórmula 1- Hospitality Center, que chamou a atenção da plateia ao lembrar sobre o desafio de estruturar um projeto de acordo com as possibilidades do cliente. “Um grande desafio é conseguir fazer, com um orçamento cada vez menor, um evento com um maior valor agregado, passando para o público a percepção de que o Santander investiu muito dinheiro”.
Na sala, também estiveram Wagner Lourenço (Tour House), com o Stand Merck; Marcos Navarro (Tour House), com a Convenção Lançamento H566 – Deserto do Atacama/Chile; Caio Augusto de Oliveira (Publistand), com o case da Honda; Jan Bonny (NA Equipamentos), com Premio Master Imobiliário; Felipe Street (Pepper), com o Tomorrowland Brasil, Rafael Jardim (Innova), com Square In The Sky Experience; e Lucila Garcia (Onze Marketing), com o Music Video Festival.
Sala Revista Eventos
As palestras da Sala Revista Eventos começaram com a apresentação de Jefferson Barros, da Packaging Brands, com as estratégias do case CBF – Nova Granja Comary. Com o conceito de Constelação, o trabalho ganhou destaque pela sinalização diferenciada e a parte multinacional, que trabalhou o sonho dos jogadores desde criança.
Na sequência, Isabela Santanna e Caio Soares, da Accor, apresentaram a campanha “Não desvie o olhar”, sobre a proteção crianças e adolescentes contra a exploração sexual. A divulgação atingiu turistas nacionais e internacionais, 16 países, com mais de 100 famosos envolvidos.
Uma das palestras que reuniu maior quantidade de público foi a da Dio Marketing, com os resultados do Hospitality Center VIP Coca-Cola, para a Copa, um evento marcado pela tecnologia: 120 metros quadrados de LED, parede de garrafas totalmente mapeada, vending machine interativa, entre outras soluções que surpreenderam o cliente.
A Sala Eventos contou ainda com as apresentações de José Augusto de Oliveira (Publistand), com os resultados da 52a CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil; Silvana Panella (Aquarius) sobre o II Sea & Wine, para a Associação Brasileira dos Sommeliers e o Encontro Nacional Nipoflex; o case Infraestruturas Complementares da Arena Pernambuco, para a Copa, apresentado por Bruno Herbert Lima (Publikimagem); Gabriel Weckmuller (NA Equipamentos), com os trabalhos para a Jornada Mundial da Juventude 2013; Rosana Alvarez, da MCI, com o case CA EXPO, para a CA Technologies; Enid Camara (Prática Eventos), sobre o Festival Internacional do Camarão da Costa Negra; Paula Salles (Paula Salles Eventos), com as informações sobre o case 40º Congresso Brasileiro de Angiologia e de Cirurgia Vascular; e João Mattos sobre os cases Discovery ABTA e o Mars Competence Week.
Análises de Destinos
O Seminário Prêmio Caio também reservou duas salas para os resultados do projeto Destinos para Eventos Brasileiros, que traz, pelo segundo ano consecutivo, análises de dezenas de destinos feitos por executivos de eventos.
Marília Lobo, da Fina Ideia Comunicação, falou sobre Campo Grande e Bonito como destinos para eventos corporativos e turismo de negócios. “É certo que o Mato Grosso do Sul é um excelente destino para eventos, principalmente de pequeno e médio porte. Durante a visita foi fácil imaginar convenções, viagens de intenção e outros”, explanou ao apontar pontos positivos das cidades.
Instantes antes, Adriane Ferrari, da Adriane Ferrari Eventos, falou sobre um dos destinos mais complexos, apesar da oferta de serviços, para a realização de eventos corporativos: São Paulo. “A gente tem sempre que pensar em eventos diferenciados. Locais, nós temos muito. O nosso desafio é encontrar os diferenciais de cada um deles. São Paulo nos proporciona isso”, destacou.
Também se apresentaram Nara Novais (Netza), sobre Maceió, Regina Noronha (Soma Eventos), sobre Fortaleza; Ronaldo Bias Ferreira (Agência Um), sobre São Luis e Lençóis Maranhenses; Alexa Carvalho (Etc e Tal e AMPRO), sobre o Vale dos Vinhedos; Silvana Panella (Projeto Aquarius), sobre Santos e Guarujá, no Litoral de São Paulo; Tony Coelho (Conceito), sobre Gramado; Rosana Bety (Nyty Eventos), sobre Vitória/Vila Velha/Serra; Andrea Kaschel (Pertra), sobre Blumenau/Jaraguá do Sul/Joinville; Maria Luiza Salles (Alatur), sobre Manaus; Chris Ayrosa (Ayrosa Design), sobre Itacaré e Comandatuba; Edmundo Monteiro (People Mais), sobre João Pessoa; Enid Câmara (Prática Eventos), sobre Porto Alegre; Jorge Medauar Jr. (Cia Group) sobre as Cidades Históricas; Débora Motta (Orbee Viagens) sobre Salvador; e Lutti Colautto (Lâmpada Comunicação) sobre Belém.
O Seminário Prêmio Caio teve entrada franca para profissionais ligados aos setores de eventos, marketing promocional, feiras, incentivo, turismo, hotelaria e afins, além de universitários dos cursos de comunicação, marketing, eventos, turismo e hospitalidade.
Mercado
O setor de eventos e turismo movimentou R$ 562,9 bilhões em 2013 representando 13,5% do PIB brasileiro, sendo R$ 209,2 bilhões no segmento de eventos, o que representa uma participação de 4,32% no PIB.
Foram contabilizados 590 mil eventos no país no ano passado, que geraram 7,5 milhões de empregos diretos, terceirizados e indiretos no país – dados II Dimensionamento Econômico da Indústria de Eventos (ABEOC/Sebrae). Já a receita total do Turismo no Brasil foi calculada em R$ 443,7 bilhões (9,16% do PIB), segundo o Conselho Mundial de Turismo (WTTC).
Juntos, o setores de Eventos e Turismo, representam mais de 11,4 milhões de empregos. Segundo a ICCA – International Congress and Convention Association, os ingressos do Turismo de Eventos e Congressos superam US$ 1 trilhão e movimentam cerca de 160 milhões de participantes.
Somente na cidade de São Paulo, são realizados 300 mil eventos por ano, entre reuniões, eventos socioculturais, convenções, congressos, exposições, feiras comerciais e eventos esportivos.
Sobre o Prêmio Caio
O Prêmio Caio foi criado em 1999, com o objetivo de incentivar, reconhecer e valorizar o trabalho de empresas e profissionais da Indústria Brasileira de Eventos, proporcionando reconhecimento em seu segmento e na mídia.
Realizada pela Eventos Expo Editora, é a única premiação do setor no Brasil. A origem do nome é uma homenagem a Caio de Alcantara Machado, profissional pioneiro na área de eventos e feiras de negócios, criativo e bem-sucedido no lançamento de novos produtos, promoção e organização de eventos. Mais detalhes: www.premiocaio.com.br
[Segs, 16/12/2014]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *