Pronatec Turismo forma 100 mil profissionais

[MTur, 12/12/2014]
O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico do Turismo (Pronatec Turismo), ação de qualificação realizada em parceria entre os ministérios da Educação e do Turismo, alcançou a marca de 100 mil pessoas qualificadas em profissões relacionadas ao receptivo turístico.
Para comemorar a conquista, o ministro do Turismo, Vinicius Lages, fez a entrega simbólica do certificado de conclusão de curso nesta sexta-feira (12), em Niterói, a dois alunos do Rio de Janeiro e lançou as diretrizes do Plano Nacional de Qualificação do Turismo (PNQT).
O ministro disse que a qualificação e educação são desafios a serem enfrentados nos próximos anos para que o turismo brasileiro seja cada vez mais competitivo.
Os avanços na PNQT terão reflexo na economia e envolve quatro eixos importantes: inovação, competitividade, sustentabilidade e qualidade contínua nos serviços turísticos”, disse ele, depois de entregar os certificados a Gilberto Pereira, de 46 anos, e Valteci da Conceição, de 45, ambos egressos do curso de Agente de Informações Turísticas e Organizações de Eventos.
Lages falou também sobre a necessidade de ampliar os programas de qualificação e capacitação de gestores para aqueles que atuam na área de serviços vinculados ao turismo, além de investir no aprimoramento das pessoas para estimular empreendedores a aderirem a novos modelos de negócio. Para ele, o principal condutor de uma experiência turística é o vetor humano, que precisa se incorporar às mudanças para atrair, encantar e entreter o turista.
O Plano Nacional de Qualificação do Turismo será elaborado no primeiro semestre de 2015 e servirá de subsídio para execução das ações de qualificação, baseada em 16 diretrizes nacionais de qualificação e turismo. Os pilares do plano são divididos em duas linhas de atuação: formação profissional e qualificação de pessoas.
Perfil
Mesmo com 20 anos de experiência no mercado, Gilberto Pereira, de 46 anos, considera o Pronatec Turismo importante para ampliar a rede de relacionamento profissional e abrir o leque de oportunidades.
“Os professores são muito bons. Mesmo quem já está no mercado, tem de sempre buscar novos conhecimentos”, afirmou Gilberto, que antes mesmo de receber o diploma, já iniciou outro curso voltado para informações turísticas.
“O Rio de Janeiro vai sediar importantes eventos, como as Olimpíadas e o aniversário de 450 anos da cidade em 2015. As aulas ampliaram a minha visão do mercado. Fiquei muito interessado, por exemplo, em aprofundar os meus conhecimentos em cerimonial, protocolo e etiqueta, uma área que nunca tinha olhado com atenção”, comentou.
Com 45 anos, Valteci da Conceição, está apto para trabalhar como agente de informações turísticas em museus ou outros empreendimentos. “O Pronatec foi um divisor de águas na minha vida, passava por dificuldades e vi no programa uma a chance para ingressar em algo novo na minha vida”, conta.
Apesar de não estar inserido ainda no mercado de trabalho, Valteci aproveitou para ingressar no curso de organização de eventos, também oferecido pelo programa na região.
Ouça aqui comentário do ministro Vinicius Lages sobre a importância da qualificação profissional para o aumento da competitividade do turismo no país.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *