Congressos e Eventos devem focar em tecnologia e estrutura

[Mercado e Eventos, 07/12/2014]
O ex-presidente da International Association of Professional Congress Organisers (IAPCO), Gonzalo Constanzo, afirmou em palestra durante a abertura da 26ª edição do Eventos Brasil 2014 – Congresso Brasileiro de Empresas e Profissionais de Eventos, que o segmento de eventos e congressos não deve acabar, mas sim sofrer mudanças na maneira de captação por meio de estruturas diferenciadas e aplicação de tecnologia de ponta.
“As cidades menores receberão eventos em larga escala nos próximos anos. Os Centro de Convenções passam a ser diferenciais na captação. Já os contratantes desse tipo de turismo de negócios esperam por um atendimento personalizado, com alto índice de aplicações tecnológicas para o desenvolvimento de suas atividades durante as feiras, congressos e meetings”, afirmou.
Constanzo destacou ainda que o perfil do profissional organizador de congressos e eventos também sofrerá alterações nos próximos anos e passa de “operadores” para consultores especializados. “Além disso, a tendência para os próximos anos é termos Centro de Convenções mais flexíveis, redução de custos na organização de eventos, e ter os CVBs como elo entre os cidadãos.
Outro fato levantado pelo executivo são congressos e eventos que priorizem o tratamento diferenciado ao publico consumidor destes produtos como experiência personalizada, qualidade e aprendizado.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *