Turismo Cultural na pauta de evento em Olinda

[Embratur, 20/11/2014]
Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial acontece entre os dias 20 e 22 de novembro. A diversificação do produto turístico no mercado internacional por meio da Cultura do Brasil é uma ação prioritária da Embratur Instituto Brasileiro de Turismo.
Diante disso, o Instituto vai participar do Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial, em Olinda PE, de hoje 20 até sábado 22.
O evento é realizado pela Confederação Nacional de Municípios CNM e Prefeitura Municipal de Olinda e tem o objetivo de disseminar o conhecimento de políticas públicas e de boas práticas relacionadas às cidades históricas brasileiras.
O diretor de Produtos e Destinos da Embratur Instituto Brasileiro de Turismo, Marco Lomanto, falará no dia 21 sobre as Políticas de Desenvolvimento para o Turismo Cultural no Brasil, com foco nas experiências que promovem o Turismo Cultural, associado ao desenvolvimento sustentável e as impactos socioculturais e econômicos.
“O Plano Aquarela, lançado em 2005, destacou que o Povo e a Cultura Viva como um dos principais motivos para se visitar o Brasil, segundo pesquisa com potenciais turistas. Assim, temos uma forte atuação dentro desse segmento, trabalhamos o Turismo Cultural em várias vertentes”, afirmou.Na oportunidade, Lomanto também apresentará o filme “Dance”, lançado pela Embratur e escolhido como “O Melhor Comercial da Copa do Mundo de 2014”, em concurso promovido pelo Meio & Mensagem.
A peça fez parte da campanha publicitária internacional lançada pelo Instituto um mês antes do início da Copa do Mundo e convidou os turistas a desfrutarem dos múltiplos destinos culturais e naturais, assim como da alegria, hospitalidade e paixão do povo brasileiro pela dança e pelo futebol.A Embratur possui um projeto de Promoção dos 12 Patrimônios Culturais da Unesco no Brasil nos mercados prioritários de emissão de turistas para o País.
Para isso, o Instituto vem desenvolvendo uma série de atividades, como a realização de workshops, press trips, material promocional, e exposições sobre o tema. Além disso, promove a participação de grupos culturais locais em feiras e eventos internacionais do Instituto.
“A Embratur acredita que cultura e turismo têm uma relação de benefício mútuo que pode fortalecer a atratividade e a competitividade de regiões e países. E mais, sabe reconhecer a importância da cultura na relação com o turista, a comunidade local, os moradores e turistas”, destacou o diretor Marco Lomanto.Acordos – Outra estratégia para destacar o Turismo Cultural são os Acordos de Cooperação.
A Embratur tem trabalhado em um acordo junto ao Ministério da Cultura, Ministério do Turismo, Instituto Brasileiro de Museus Ibram e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Iphan para a implementação de uma política pública que vise fortalecer e promover o Turismo Cultural no Brasil.