Plano e Orçamento para 2015 da ATP com aposta forte no turismo de negócios

[Ambitur, 19/11/2014]
O Plano e Orçamento para 2015 do Turismo do Porto e Norte de Portugal, ainda em fase de aprovação, terá como principal prioridade a promoção do destino no sector do MI. Em entrevista ao Ambitur.pt, à margem da EIBTM, que decorre até amanhã, em Barcelona, Helena Gonçalves, executive director do Porto Convention Bureau, afirma que o Plano e Orçamento para 2015 será a continuação de um “trabalho conjunto com a secretaria de Estado de Turismo e o Turismo de Portugal”.
A aposta será, “sem dúvida, neste produto estratégico do turismo de negócios, ou seja, vamos ter mais ações a este nível, quer de organização nos mercados internacionais”, quer na organização de fam trips. “Organizámos, em finais de Outubro, uma mega famtrip de todos os mercados neste segmento de MI e para o ano vamos fazer dois, um em finais de Março e outro em finais de Outubro”, acrescenta a responsável.
Apesar de os meses de Maio, Junho, Setembro e Outubro serem fortes no que respeita à captação de eventos, o Porto e Norte de Portugal precisa ainda combater a sazonalidade, uma outra aposta do Plano do próximo ano. Segundo Helena Gonçalves, “o Porto já está a atenuar bastante, o ano passado optámos por iniciar campanhas conjuntas com companhias aéreas e com tour operadores nesses períodos (mais fracos), Novembro, Janeiro e Fevereiro. Os resultados foram positivos, no mês de Janeiro de 2014 tivemos um crescimento significativo, embora ainda haja muito mais a fazer por essa sazonalidade”.
Entre as novidades estão também “uma parte online, temos um novo projeto tecnológico pioneiro, vamos continuar a nossa aposta e presença em feiras internacionais e realizar ações com agentes do setor”.
Ao nível da ARPT, o destaque vai para o produto natureza. “Em 2015 vai haver um trabalho mais direccionado e mais específico para este produto, ou seja, passar o turismo de natureza, com comercialização e venda a outro patamar a nível internacional”, explica a responsável, acrescentando que também ao nível do surf existirá uma reforçada aposta, com o intuito de “ir de encontro ao trabalho do Turismo de Portugal, (com a promoção) do McNamara, do novo portal de surf para Portugal, e sem dúvida, que é muito importante a nível do Porto e Norte, este desenvolvimento e uma maturação do produto de surf”.
O Plano incidirá ainda na captação de novas ligações aéreas, ainda que para grande parte dos principais mercados (Espanha, França, Brasil, Reino Unido, Itália, Holanda, Bélgica, EUA, “que está em crescimento”, e Escandinávia), já haja “boas ligações”.
Segundo Helena Gonçalves, “o nosso objectivo operacional para o ano de 2014 foi um incremento de 155 mil dormidas (de estrangeiros). Nós não só já o alcançámos, como superámos, porque de Janeiro a Agosto, a nível absoluto, já alcançámos as 249 mil dormidas de estrangeiros. De acordo com o Plano Estratégico Nacional de Turismo, o Porto e Norte deveria alcançar em 2015, os 2,6 milhões de dormidas de estrangeiros. Neste momento, esse é o objectivo para 2014, portanto isso prova que realmente o trabalho e a actuação a nível de mercados internacionais está a ser bem realizado”, conclui.
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *