CNC defende turismo como indutora de crescimento econômico

[Por Hôtelier News, 01/10/2014]
A CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo)  reforçou, durante a 44ª reunião ordinária do CNT (Conselho Nacional do Turismo), do Ministério do Turismo, realizada em São Paulo, sua posição em defesa do turismo como atividade indutora do crescimento econômico.
Na ocasião, Eraldo Alves da Cruz, secretário-geral da entidade e Alexandre Sampaio, diretor da Confederação e presidente da FNHRBS (Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares) expuseram argumentos a favor do empresariado.
“Para a CNC, é preciso que os governos entendam que o turismo é uma prioridade e deve ser considerado na política econômica do País”, afirma Eraldo. Ele lembra que a Confederação apoiou a realização de 90% dos eventos de turismo realizados este ano.
“A manutenção do turismo na política econômica reafirma a atividade como forte instrumento de desenvolvimento econômico e social para o País”, reforça Alexandre Sampaio, que também é presidente do Conselho de Turismo da CNC.
O reconhecimento do turismo como atividade econômica foi uma das propostas apresentadas pelos representantes da CNC ao Conselho e que pode ser encaminhada aos presidenciáveis.