A Grandeza do Setor de Eventos no Brasil

[Por Andréa Nakane*, Diário do Turismo, 16/10/2014]
Após doze anos, o Brasil recebe uma nova edição do Dimensionamento Econômico do Setor de Eventos, proporcionando um panorama bem atual e real da grandeza dessa atividade tão relevante para a economia do país.
Esse trabalho fruto da sinergia entre a Associação Brasileira de Eventos ( ABEOC)  e o Serviço Brasileiro de Apoio as Micro e Pequenas Empresas tem como objetivo principal quantificar a participação do setor no PIB da  nação, avaliando a sua contribuição para o estímulo a geração de empregos, renda e tributos, além de compilar um amplo inventário de espaços destinados aos diversos acontecimentos especiais no país.
Os números impressionantes não deixam nenhuma margem de dúvidas o quanto o setor de eventos contribui para o pleno desenvolvimento do Brasil.
Somente em 2013, a atividade movimentou em terras nacionais R$ 209,2 bilhões, representando 4,3% do PIB, gerando 7,5 milhões de empregos ( somados os diretos, indiretos e terceirizados) e proporcionando aos cofres públicos cerca de 48,7 bilhões de impostos.
De 2001 a 2013, o número de eventos passou de 327.520 para 590.913 realizações no país, fomentando um aumento de 80% no período e projetando um taxa significativa de crescimento médio anual de 5%.
Vale ressaltar que eventos sociais de cunho privativo não foram contabilizados pela metodologia da pesquisa, o que sinaliza que esses números ainda são mais impactantes.
Portanto se existia ainda incrédulos e céticos sobre a atuação e dinamismo do setor  os números apresentados no levantamento intitulado como II Dimensionamento Econômico da Indústria de Eventos no Brasil, não permite mais esse equívoco e impulsiona que o próprio mercado, mediante essa valorização, continue investindo em infra-estrutura, know how em serviços para que o contínuo aprimoramento seja sempre pulsante e que na próxima edição do estudo possamos, ainda mais, nos surpreender com todo a sua pujança,  que não pára de crescer e ainda tem muito vigor para atingir novos patamares de excelência e robustez, por isso vamos arregaçar as mangas e continuar nosso extraordinário trabalho.
Andréa Nakane é docente da UAM e UMESP e tem muito orgulho de integrar o setor de eventos.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *