MICE está na agenda de prioridades da Embratur, diz Instituto

[Por Mercado e Eventos, 14/08/2014]
Na abertura do  II Seminário MICE – Brasil Destino de Eventos, na sede da Embratur, em Brasília, o presidente da ICCA, Arnaldo Nardone, afirmou que o evento é importante por consolidar o País como destaque no segmento. De acordo com ele, “Se tratando das Américas, o Brasil ocupa a segunda posição, atrás apenas dos Estados Unidos.”
O dirigente do ICCA evidenciou ainda que o País é o primeiro colocado na lista das nações da América Latina que mais recebem eventos do segmento MICE. “O número de eventos realizados nas universidades desde a década de 70 cresceu. O aumento foi de 14% para 22%”, destacou Arnaldo Nardone, ressaltando que se trata de uma nova tendência no setor.
Na ocasião, o presidente da Embratur, Vicente Neto, lembrou que desde 2006, o Brasil está no ranking dos dez países que mais sediaram eventos internacionais. “Em uma década os congressos e convenções de negócios realizados aqui aumentaram 408%. Estamos em um momento de ouvir os representantes do segmento MICE que ganha cada vez mais destaque na agenda da Embratur”, pontuou.
Seu pensamento foi endossado pelo secretário Nacional de Políticas de Turismo, Vinicius Lummertz, que evidenciou que “este é o momento de trocar experiência e fomentar a cadeia produtiva do setor de turismo.”
Lummertz lembrou ainda da capacidade do Brasil em sediar grandes eventos, principalmente após o sucesso da realização da Copa. Momento que para o presidente da Abear, Eduardo Sanovicz, é “de planejar e fortalecer o segmento”. Fato comprovado pelo diretor de Produtos e Destinos da Embratur, Marco Lomanto: “O segmento está na agenda de prioridades do Instituto.”
Participam do seminário representantes dos Conventions Bureaux, Secretarias de Turismo, Centros de Convenções e organizadores de eventos.