Dança e cultura aquecem inverno catarinense

[Por Ministério do Turismo, 01/08/2014]
A cidade de Joinville, na região norte de Santa Catarina, é palco do maior festival de dança do planeta. O evento reúne um público estimado de 230 mil pessoas, aumenta a taxa de ocupação dos hotéis em 14% e do comércio em até 50%. O ministro do Turismo, Vinicius Lages, participará do encerramento do evento, neste sábado (02).
“Além de reunir o público apaixonado pela dança, este importante festival impulsiona o faturamento nos mais diversos setores da economia local, como hotéis, restaurantes e serviços de transporte”, diz o ministro Vinicius Lages.
São 11 dias de apresentações de sete gêneros de dança: neoclássico, clássico de repertório, contemporâneo, jazz, sapateado, danças populares e danças urbanas.  Segundo o Guinness Book, este é o único entre os grandes festivais mundiais a reunir tanta diversidade de estilos. Em 2014, um novo recorde foi batido: foram inscritas mais de 2.461 coreografias, 15% a mais do que no ano anterior.
A atmosfera do festival ultrapassa os palcos do Centreventos Cau Hansen, onde o evento é realizado, e contagia toda a cidade de Joinville, que recebe palcos abertos com apresentações em praças, shoppings e hospitais. São mais de 200 horas de espetáculos – a maior parte gratuitos.
O encerramento do festival, conhecido como a Noite dos Campeões, é dedicado aos vencedores da mostra competitiva, trazendo aos palcos os melhores bailarinos na avaliação dos jurados. Neste sábado (02/8), também será realizada a entrega dos troféus e prêmios, que chegam a R$ 18 mil.
Anualmente são cerca de 6.500 participantes, entre bailarinos, estudantes, professores, profissionais convidados e artistas, que transformam o inverno catarinense em uma verdadeira maratona dançante.
Além das apresentações, o festival inclui em sua programação diversos workshops, cursos, oficinas e seminários voltados para o aperfeiçoamento técnico, pedagógico e acadêmico da dança.