Trade turístico comemora a reforma do Centro de Convenções da Bahia

[Por Tribuna da Bahia, 04/03/2014]
O Centro de Convenções da Bahia (CCB) já foi um local muito requisitado para eventos de grande porte. Há alguns anos, o espaço tem sido lembrado apenas pelo abandono em que se encontra, sobretudo, a estrutura interna. Elevadores quebrados, escadas rolantes que não funcionam, ar condicionado sem manutenção, enfim, detalhes que fazem a diferença para a realização de qualquer evento.
A situação precária do equipamento se reflete no trade de turismo de negócios, que tem sentido a falta de grandes congressos e eventos corporativos por falta de espaço adequado. “Estamos perdendo muitos eventos de grande porte para outros estados do nordeste e até mesmo para o litoral norte porque não temos como receber grandes públicos”, afirmou o diretor institucional do Sheraton da Bahia Hotel, do GJP Hotéis, Pedro Galdenzi.
Mas, a Bahiatursa (Empresa de Turismo da Bahia), busca dar o primeiro passo para melhorar esta realidade. Segundo o presidente da Empresa, Diogo Medrado, “arrumar a casa é prioridade da pasta este ano”. Para realizar os reparos, Medrado diz que os R$ 10 milhões existentes em caixa devem ajudar a melhorar alguns os pontos críticos.
“É claro que o recurso que temos é insuficiente para fazer toda a reforma necessária, mas queremos e precisamos trazer de volta ao Centro o público de fora e o próprio público baiano. Para isso, estamos fazendo um planejamento para deixar o espaço mais apresentável, sem que haja contratempos”, afirmou Medrado. O presidente da Bahiatursa garantiu que o planejamento deve ser entregue dentro do prazo de 15 dias, e as reformas.
A iniciativa foi festejada por quem depende do turismo de negócio. Pedro Galdenzi, que também já presidiu a Bahiatursa, diz que “o valor ainda é pouco para o que precisa ser feito, mas já é um grande passo. Se conseguir ajustar pelo menos para voltar a receber os congressos, já valeu a pena”, espera Galdenzi. Ele completou ainda que a modernização do Centro de Convenções não se faz em um ano, mas que ele está contente com a notícia.
Em novembro de 2013, o Centro de Convenções foi alvo de críticas durante a 55ª edição do Congresso Brasileiro de Ginecologia e Obstetrícia. No dia do evento, além de elevadores e escadas rolantes quebrados, a falta de água provocou mau cheiro contribuindo para uma situação desagradável entre os participantes.
Reformas
Dentre as reformas que devem ser realizadas até o final do ano estão a manutenção da escada rolante e do ar condicionado, além de restaurar ou trocar as poltronas do  Teatro Yemanjá e trocar os carpetes por piso. Sobre os elevadores, a Bahiatursa enfrenta outro problema, já que uma empresa ganhou a licitação para fornecer o equipamento e outra para fazer a manutenção.
“Isso gera um embate quando precisamos trocar peças porque as empresa são concorrentes”, explicou o presidente. Para resolver a questão, Medrado disse que estão sendo tomadas providências jurídicas.
A importância de um Centro de Convenções em bom funcionamento para uma cidade turística como Salvador, passa pela estrutura que o equipamento oferece. São 17 auditórios com capacidade de 60 a 2 mil lugares cada um, distribuídos em 57 mil m² de área construída. Além disso, o CCB conta ainda com 22 salas de apoio com capacidade para até 120 lugares.
Quanto ao futuro do Centro de Convenções da Bahia, Diogo Medrado informou que existe a ideia de terceirização, mas que a situação será decidida até o final do ano.
 

1 thought on “Trade turístico comemora a reforma do Centro de Convenções da Bahia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *