Brasil x Alemanha: brasileiros são quase metade do público

[Por Ministério do Turismo, 08/07/2014]
A partida entre Brasil e Alemanha, que decide o primeiro finalista da Copa do Mundo, nesta terça-feira (8), em Belo Horizonte, terá o apoio de cerca de 200 milhões de torcedores espalhados por todo o país. E dentro do estádio, quase metade do público (45%) será de brasileiros, sendo 36% de outros estados e 9% da capital mineira e região metropolitana.
Segundo estudo em curso pelo Ministério do Turismo, dos cerca de 600 mil estrangeiros que vieram ao Brasil durante o período de Copa, com maioria de norte-americanos e argentinos. Além disso, espanhóis, alemães e chilenos e mexicanos também aparecem em grande número.
A recepção aos turistas em Minas Gerais tem sido elogiada. Segundo dados dos centros de atendimento da Belotur, a agência pública de turismo de Minas Gerais, mais de 15 mil atendimentos ao turista foram feitos nos CATs da cidade. O estádio Castelão tem capacidade para 64,5 mil pessoas e até o momento o jogo com maior público na cidade mineira foi de 57.823 torcedores na partida realizada no dia 24 de junho entre Costa Rica e Inglaterra.
Para a partida desta terça-feira (8) os alemães, que também contam com uma torcida forte e barulhenta circulando pelo país, e compraram cerca de 9,3% dos ingressos. O restante está distribuído para torcedores de outras nacionalidades como os argentinos, que também tem 9,1% dos bilhetes, além de norte-americanos, ingleses, colombianos, holandeses, italianos, franceses e mexicanos.
Já na semifinal da quarta-feira (9) entre Argentina e Holanda, os brasileiros serão maioria na Arena do Itaquerão, com 50% dos bilhetes adquiridos pelos torcedores nacionais. Os outros 50% estão distribuídos entre alemães (7,8 %), argentinos (7,7%), além norte-americanos, ingleses, franceses, italianos, holandeses, australianos e espanhóis.
O jogo com maior público no estádio até agora, devido à capacidade da arena, foi na partida entre Argentina 2 x 1 Bósnia, no Rio de Janeiro, com 74.738 torcedores.
Clique aqui para ouvir declaração do ministro do Turismo, Vinicius Lages, sobre a aprovação de cidades-sede da Copa por estrangeiros.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *