Brasil perde Ariano Suassuna

[Por Ministério do Turismo, 23/07/2014]
Ariano Suassuna usou a cultura brasileira, sobretudo a nordestina, como matéria prima de sua extensa obra como poeta, romancista, ensaísta, dramaturgo, professor e advogado. Paraibano, enriqueceu o imaginário nacional com tipos, jeitos e os saberes tradicionais colhidos nas muitas viagens realizadas de Norte a Sul do país. Era um contador de histórias, espalhando lirismo e vitalidade por onde passava.
O autor de O Auto da Compadecida, uma de suas obras mais festejadas, retratou como ninguém o povo e o sertão nordestino com seus costumes e tradições, costurando uma colcha de retalhos da identidade nacional.
Com Suassuna, o Nordeste foi cantado em verso e prosa e, sem dúvida, se tornou mais conhecido até mesmo para os que nunca lá estiveram. Sua morte, nesta quarta-feira (23), representa uma perda irreparável para o Brasil e para o povo brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *