Reino Unido quer posicionar Brasil entre principais mercados emissores até 2020

[Por BRASILTURIS JORNAL , 26/06/2014]
O Reino Unido quer colocar o Brasil entre seus dez principais mercados em número de visitantes até 2020. O País, que atualmente ocupa a 23° colocação no ranking, envia 257 mil turistas por ano ao destino, onde Londres ainda figura como a cidade mais badalada, recebendo 86% dos roteiros. Os dados foram divulgados na manhã de hoje, dia 26, pelo escritório oficial de turismo do governo britânico – o VisitBritain – num evento que reuniu operadores e agentes em São Paulo (SP).
“Os brasileiros que visitaram a Inglaterra, Escócia e País de Gales em 2013 gastaram 277 milhões de libras [aproximadamente 1 bilhão de reais] – alcançando o 20º lugar num ranking de 65 países”, disse Samuel Lloyd, gerente do VisitBritain para a América Latina. Ele afirmou que em média esse turista fica nove dias no Reino Unido, mas ainda muito concentrado na capital. Os principais passeios são para o Palácio de Buckhingham, ao London Eye – uma das maiores rodas-gigantes do mundo – e à rua de compras Oxford, na área de Westminter.
Outro interesse comum são pelos pubs e castelos da região, explicou Lloyd. Em termos gerais, o gerente ponderou que o segmento cultural se destaca como o mais forte no destino – pelo menos para os brasileiros. “Além disso os museus são gratuitos, e há uma procura grande por eles durante a estadia”.
O gerente afirmou que, no entanto, um dos planos do turismo britânico é investir em roteiros menos comuns. Segundo ele, além de ser possível encontrar belos lugares por valores mais em conta que a capital, uma pesquisa apontou que a maioria dos turistas brasileiros que desejam se aventurar nessas regiões pretende contar com ajuda total ou parcial dos agentes de viagens.
“Os 140 milhões de brasileiros que formam as classes média, A e B no Brasil são uma oportunidade para o turismo. Além da conectividade para a Europa no País ser boa – são 239 voos para o continente – o Reino Unido está entre um dos dez destinos mais votados na lista de desejos do site TripAdvisor”, disse Marco Ferraz, presidente da Braztoa, durante apresentação no evento. Ele ainda sugeriu ao trade britânico treinamentos, seminários, fam tours e press trips ao destino.
Marketing
Keith Matsumoto, analista de Indústria do Google Brasil, encerrou o encontro com uma apresentação sobre marketing digital e o perfil do turista brasileiro. Além de incentivar os operadores e agentes a oferecerem conteúdos relevantes, o executivo afirmou que em comparação com outros países os brasileiros são uns dos que mais fazem buscas antes de comprar um produto ou contratar um serviço.
“Vivemos numa revolução de comunicação, onde muitos conseguem se comunicar com muitos gastando muito menos. Saber o que as pessoas procuram no mundo on-line nada mais é do que um reflexo do mundo offline”, assegurou Matsumoto. Uma de suas dicas é que os usuários acrescentem uma ferramenta do Google chamada Adwords, que envia aos solicitantes o total de buscas diárias no site por uma determinada palavra.
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *