FBHA divulga números de hospedagem no perído Pré-Copa

[Por Hôtelier News, 06/06/2014]
Há poucos dias do início da Copa do Mundo 2014, a movimentação nos hotéis, pousadas, albergues, pensões e motéis vem apresentando um desempenho positivo. De acordo com uma pesquisa realizada pela FBHA (Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação), no Rio de Janeiro os meios de hospedagem estão com uma taxa média de 98% de ocupação. Recife aparece logo em seguida com 90% dos leitos reservados, conforme o levantamento.
São Paulo, com 65% de ocupação, deve apresentar um índice menor do que costuma registrar nos meses de junho e julho, isso porque, durante a Copa, a cidade deixará de receber os eventos e os congressos de negócios que mantêm a boa ocupação da hotelaria.
“Cada cidade-sede tem especificidades que estão determinando o número de reservas”, analisa Alexandre Sampaio, presidente da FBHA. Para ele, em alguns casos, a ocupação pode ser considerada muito boa, como os 70% esperados para Brasília, tendo em vista que julho é período de recesso do Congresso Nacional e, consequentemente, os hotéis têm baixas reservas.
Porto Alegre também terá impactos positivos no setor, por causa da proximidade com países da América do Sul. Com uma ocupação de 80%, a cidade receberá muitos turistas da região, além de ter uma agenda de jogos que desperta grande interesse de torcedores.
Belo Horizonte apresenta uma taxa de ocupação de 62%; Cuiabá, 65%; Salvador, 68%; Fortaleza, 75%; Natal, 70%; Manaus, 65%, Curitiba, 60%.
A FBHA realizou o levantamento considerando os períodos de reserva para os dias de jogos, que corresponde a três diárias: a que antecede, o dia da partida de futebol e o dia seguinte. A organização também utilizou como base para a tabulação dos números os dados dos sindicatos patronais filiados à instituição.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *