Debate online sobre nova Lei 12.974/14 conta com 500 participantes

[Por Mercado e Eventos, 23/06/2014]
O Webinário (Seminário Virtual) sobre “As atividades das Agências de Turismo na nova Lei 12.974/14”, promovido pela Gestour Brasil, na noite da última quarta-feira (18/06), abordou diferentes aspectos relacionados ao tema. Com a participação dos presidentes da Abav-SP, Constantino Karacostas; Aviesp, Marcelo Matera; Sindetur-SP, Eduardo Nascimento e do consultor jurídico da Abav-SP, Joandre Ferraz, o seminário virtual foi ancorado pelo CEO da Gestour Brasil, Vadis da Silva e contou com 501 inscritos, estando 18% deles sediados no estado de São Paulo e 72% em outras 23 unidades federativas do país.
Na oportunidade, a expressiva audiência nacional conheceu o teor de todos os artigos da nova Lei, inclusive aqueles que foram vetados pela presidente Dilma Rousseff, podendo interagir com os palestrantes por meio do envio de perguntas e comentários. A íntegra da Lei e as respectivas contestações aos vetos estão reunidas em um mesmo arquivo (eBook), disponível para download e sem custos no site www.gestoureventos.com.br.
O Webinário foi ao ar em tempo real, durante quase duas horas, com início a partir das 20h30, contando com a utilização de seis diferentes plataformas tecnológicas; 1.857 curtidas e 302 compartilhamentos no Facebook. “Ampliamos e fortalecemos a atuação conjunta das agências de viagens em favor das ações empreendidas com sucesso pela Abav Nacional”, resume o presidente da Abav-SP.
Uma das questões levantadas foi motivada pelo fato da nova Lei proibir que aventureiros atuem no mercado de atividade agora restrita às agências de viagens e operadoras, referente à possibilidade ou não do guia de turismo efetuar a venda de opcionais. Em resposta, Joandre Ferraz esclareceu que a venda dos opcionais pelos guias de turismo é autorizada na medida em que esses guias atuem como prepostos de agências de viagens e operadoras de turismo. Sem fazer isso em nome de uma agência ou operadora, não há possibilidade de ser realizada qualquer venda. É ilegal.