São José do Rio Preto ganha trem turístico

(Por Ministério do Turismo, 15/04/2014)
O trem turístico de São José do Rio Preto (SP), mais conhecido como Trem Caipira, começou a transportar 59 passageiros por um trajeto que liga a estação central de São José do Rio Preto até a estação Engenheiro Schmitt. Para colocar o projeto “no trilho”, o Ministério do Turismo investiu R$ 731 mil na compra da locomotiva, em parceria com a prefeitura de São José do Rio Preto. O percurso de 10 Km leva cerca de trinta minutos para ser percorrido
O trem turístico fará a travessia apenas um domingo por mês. Nos dias de passeio, os passageiros serão recebidos na estação de Engenheiro Schmitt com uma exposição de produtos de artesãos locais. O distrito de Engenheiro Schmitt também é conhecido pela grande oferta de doces artesanais.
“O turismo ferroviário resgata nossa história. Os trens têm importância histórica, cultural e econômica; e o MTur tem um histórico de financiar trechos de trens, uma atividade econômica que estimula a economia turística e do município. Que brasileiro não gostaria de ter a possibilidade de fazer um passeio de trem?”, afirma Neusvaldo Lima, secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo.
O trecho ferroviário por onde o trem caipira trafega é usado por trens de carga na maior parte do tempo. Os trilhos são operados pela concessionária América Latina Logística (ALL). A linha férrea faz parte da antiga Estrada de Ferro de Araraquara, datada de 1898, que vai de Araraquara até Itaquerê.
A cidade de São José do Rio Preto, localizada a 452 km da capital paulista, oferece diversas atrações aos turistas, entre elas, a Cidade da Criança, com mais de 230 brinquedos, e o Museu de Arte Naif.
Clique aqui para ouvir declaração do secretário Neusvaldo Ferreira sobre a importância do investimento no setor.
Trens em São Paulo – O Ministério do Turismo tem contrato com outras 13 cidades do Estado de São Paulo, desde 2005. Algumas obras já foram concluídas como em Araraquara, onde foi recuperada a estação de ferro e implantado o museu ferroviário e, em Jaguariúna, onde foi recuperada a estação de trem de Guedes. A primeira obra recebeu R$ 975 mil e a segunda, R$ 292 mil. Em São Joaquim da Barra (SP), 380 km de São Paulo, a revitalização da antiga estação ferroviária está em andamento (82% da obra concluída) e já recebeu R$ 243 mil do MTur.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *